31.2 C
Rio de Janeiro
domingo, setembro 27, 2020
- Publicidade -

Em carta, representantes da hotelaria e parques temáticos agradecem empenho do MTur

- Publicidade -
- Publicidade -
Início do conteúdo da página

CORONAVÍRUS

    Documento cita dedicação do ministro Marcelo Álvaro Antônio para enfrentar os impactos da pandemia de coronavírus no setor

    Por Rafael Brais

    020420 - oficio trade.jpg

    - Publicidade -

    Ofício conjunto cita o empenho do ministro Marcelo Álvaro Antônio e da equipe do MTur. Crédito: reprodução

    Representantes da hotelaria e de parques temáticos enviaram ao Ministério do Turismo, nesta quarta-feira (01.04), um ofício conjunto para agradecer o empenho do ministro Marcelo Álvaro Antônio e da equipe do MTur no enfrentamento dos impactos da pandemia de coronavírus no setor. O documento cita também a atuação do secretário executivo Daniel Nepomuceno na interlocução com o trade. Desde os primeiros casos de COVID-19 registrados no Brasil, o Ministério do Turismo tem atuado fortemente para atender as demandas do setor e amenizar os efeitos causados.

    O ofício é assinado por Sérgio Souza, presidente da Resorts Brasil (Associação Brasileira de Resorts); Manoel Cardoso Linhares, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH); Orlando de Souza, presidente executivo do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB); Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA); Murilo Pascoal, presidente do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat); Vanessa Costa, presidente da Associação das Empresas de Parques de Diversões do Brasil (Adibra); Toni Sando, presidente da União Nacional de CVBx e Entidades de Destinos (Unedestinos); e Simone Scorsato, diretora executiva da Brazilian Luxury Travel Association (BLTA).

    Na mensagem, as entidades destacam o trabalho do ministro Álvaro Antônio e citam que “nós não temos palavras para agradecer todos os esforços empreendidos por Vossa Excelência nessa empreitada”. Os representantes dos segmentos também ressaltaram a importância da união nesse momento. “Gostaríamos de saudá-lo conjuntamente, parabenizá-lo pela grandiosa atuação, sobretudo, pela competentíssima equipe. Agradecemos, em especial, a brilhante e irretratável atuação do secretário executivo, Daniel Nepomuceno. Para nós, hoje, fica claro que unidos poderemos enfrentar qualquer desafio e ultrapassar qualquer obstáculo”, traz o documento.

    Por fim, o texto exalta algumas das ações adotadas pelo Ministério do Turismo e reforçam que o setor seguirá forte, especialmente com a ajuda recebida. “A edição das Medidas Provisórias que tratam das relações trabalhistas e do diferimento de tributos dará o ânimo necessário para permanecermos firmes em nossas batalhas diárias e nos dá a certeza de que temos um guerreiro ao nosso lado.”

    O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, agradeceu a carta dos representantes do setor e lembrou que o Brasil e o mundo vivem um cenário de crise sem precedentes. “Por esse motivo temos trabalhado em todas as frentes possíveis para garantir a sobrevivência do setor e assegurar condições para que, em breve, ele volte a crescer”, comentou. Para ele, o principal objetivo do Ministério do Turismo é assegurar a manutenção de empregos no setor e garantir sua sobrevivência. “Para isso, estamos em permanente contato com representantes do trade turístico para orientar a adoção de medidas que ajudem o nosso segmento a superar este momento”, concluiu.

    AÇÕES – Após várias videoconferências, reuniões e análises das possibilidades institucionais de ação, o Ministério do Turismo propôs uma série de medidas para o setor, como a Medida Provisória que possibilita que as empresas flexibilizem salários e a jornada de trabalho com objetivo de evitar demissões no setor. O MTur lançou também linhas de crédito (Fungetur) com novas regras para facilitar o acesso a crédito de micro, pequenas, médias e grandes empresas do setor e acelerou a liberação de R$ 381 milhões para novos financiamentos. Outra Medida Provisória, apresentada junto com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, foca em regras sobre cancelamentos e remarcações em diversas categorias do setor turístico e cultural.

    O processo de repatriação também tem sido uma ação do Ministério do Turismo, que atua em parceria com Embratur, Ministério das Relações Exteriores, Agência Nacional de Aviação Civil e Ministério da Justiça e Segurança Pública. O MTur trabalha ainda com a campanha ‘Não cancele, Remarque!’, com o intuito de incentivar o adiamento de viagens, pacotes e serviços do setor turístico. O objetivo é apoiar a remarcação, que garante a manutenção de milhares de empregos no país.

    Edição: Cecília Melo

    Fim do conteúdo da página

    Boletim Carioca

    Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

    Veja Também

    Últimas Notícias

    - Publicidade -