23.5 C
Rio de Janeiro
terça-feira, outubro 20, 2020
- Publicidade -

Luiz Lima detona gestão da Prefeitura do Rio: ‘Situação hoje é de assustar’

Candidato do PSL à Prefeitura, deputado federal critica governo de Marcelo Crivella e destaca seu excelente relacionamento com presidente Bolsonaro

- Publicidade -
- Publicidade -
O candidato do PSL à Prefeitura do Rio, deputado federal Luiz Lima, participou da gravação do programa “Deles & Delas” nesta segunda-feira (12), na sede da Band, em Botafogo. Diante do apresentador Leleco Barbosa e de jornalistas, o candidato apresentou prioridades do plano de governo e criticou a gestão do prefeito Marcelo Crivella.
“A situação em que se encontra o Rio, hoje, é de assustar. A cidade já não tem recursos para pagar o funcionalismo público. O atual prefeito está indo a Brasília pedir adiantamento de royalties ao ministro Paulo Guedes para fechar as contas. Eu estive no Tribunal de Contas do Município e vi a situação de perto. Se você quiser realmente conhecer os problemas, você precisa ir ao Tribunal de Contas, porque lá eles têm todos os dados. Temos que rever todos os contratos da saúde, da educação, e terminar obras como o BRT Transbrasil”, disse Luiz Lima.
O caos na área de mobilidade também foi alvo de críticas. Para o candidato, o novo prefeito precisará aumentar a fiscalização das empresas de transporte e aumentar a concorrência. “Temos um problema grave de mobilidade, principalmente, na Zona Oeste, em Campo Grande, em Santa Cruz. As linhas somem realmente, principalmente, nos 90 condomínios do Minha Casa Minha Vida que estão lá. A gente precisa regularizar o transporte em horários e fazer com que o ar-condicionado funcione, algo muito prometido pelo Eduardo (Paes) e o (Marcelo) Crivella. Isso está embutido no preço da passagem. Tem que haver também mais concorrência. Hoje tem o monopólio de poucas empresas, tem o BRT, que foi muito mal construído. O Eduardo Paes tem infelizmente no seu histórico obras mal executadas, com muito recurso de Copa e Olimpíada, e um grupo político por trás com muitos partidos juntos. O transporte público, infelizmente, está atrelado a interesses que se sobrepõem ao interesse da população”.
Para enfrentar consequências causadas por chuvas, Luiz Lima garantiu que a prevenção contra enchentes será feita regularmente. “Não sou engenheiro, mas acredito que tenha um jeito de amenizar (os problemas). Uma chuva forte não necessariamente significa uma maior probabilidade de ocorrência de enchentes. Para isso é necessário que o ambiente esteja vulnerável. A construção de retenções para a água pluvial, os piscinões, é apenas uma das ações que visam minimizar a vulnerabilidade do ambiente, tornando-o mais adaptado para receber grandes quantidades de chuva. Primeiro, limpando bueiros, conscientizando a população para não jogar lixo nas encostas, fiscalizando mais. Com relação à deslizamentos, nós temos um problema habitacional muito grande nas nossas encostas. A gente tem que fazer a reconstituição da nossa vegetação, mas temos que ter também um plano de limpeza urbana eficaz e fiscalização dessas construções. A quantidade de lixo no Rio é muito grande”, afirmou.
A recuperação do asfalto na cidade é outro tema fundamental. “A prefeitura, hoje, não tem plano de ação. O 1746 funciona como tapa-buraco. Não um plano de gestão para a nossa malha viária. Segundo o TCM, o Rio precisa de 18 bilhões para recuperar nossas vias. O prefeito Crivella tinha anunciado 400 milhões, o que é muito pouco”, alfinetou.
Para a retomada dos empregos e o reaquecimento da economia, Luiz Lima defende a a valorização do carnaval, a construção da Cidade do Samba 2 e o incentivo aos grandes eventos esportivos e culturais. “Além de gostar muito das escolas de samba, eu, com cidadão, reconheço que em cada real gasto pelo turista no carnaval, a cidade tem cinco de retorno. Mexe com setor de turismo, de serviços. Cada escola de samba gera 200 empregos, o ano todo. Temos que fazer a Cidade do Samba 2 para o grupo de acesso utilizando espaços vazios na Avenida Brasil. Temos que fazer parcerias com as escolas e ter como contrapartida os projetos sociais nas comunidades. Como é que o prefeito do Rio pode não gostar de carnaval? Viajar para Europa durante o carnaval?? Temos que otimizar o Sambódromo para ele funcionar o inteiro, com restaurante temático, além de incentivar parcerias com a Liesa. Temos que aproveitar, também, os eventos esportivos. Veja o caso do Rock in Rio, em 2021, que vai movimentar 700 mil pessoas. Quando alguém fala em tirar recurso do carnaval, será que eu tenho que desenhar? Ora bolas, isso traz recurso para a cidade. O recurso que o turista gasta na cidade vai ajudar a financiar o salário do servidor, os 850 reais por mês que custa uma criança na escola… Esse cara gosta da cidade ou não gosta?”, questionou.
Ciente da responsabilidade do desafio que está por vir, Luiz Lima terminou a gravação mandando um recado para o eleitor carioca. “O grande segredo é se cercar de pessoas boas. Quero chegar aos 100 anos, olhar para trás e ver que tive a coragem de fazer. Na política é você e Deus. A direção é mais importante do que a velocidade. A decepção é grande em alguns momentos, mas quero fazer minha vida valer a pena, quero ter emoções que nunca tive. Espero que o eleitor conheça cada candidato e faça seu voto valer a pena. A vida e a história de cada um valem mais do que o discurso. Não sou o rei da cocada preta, mas acredito que sou uma ótima opção”.

AGENDA – Terça-Feira, 13 de outubro

8h – Caminhada em Senador Vasconcelos

- Publicidade -

15h – Live com agência que representa os moradores da região de Jacarepaguá

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

Vasco da Gama: Ricardo Sá Pinto comanda primeiro treino em São Januário

Outra novidade no treinamento cruzmaltino em São Januário foi a presença do meio-campista Leonardo Gil.

Covid cai para níveis de maio no Brasil, mas OMS alerta mundo para “segunda onda”

As informações consolidadas da semana que se encerrou no último dia 17,...

Brasileirão Sub-17: Goiás fará jogos no CT Edmo Pinheiro, em Goiânia

Partidas contra o Flamengo, o Internacional e o Cruzeiro tiveram seus locais definidos. A Diretoria de Competições da...
- Publicidade -