24.4 C
Rio de Janeiro
sábado, setembro 26, 2020
- Publicidade -

Alerj decreta luto de três dias pela morte de Wagner Montes

- Publicidade -
- Publicidade -

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) decretou luto oficial de três dias pela morte do deputado estadual, apresentador de TV e deputado federal recém-eleito Wagner Montes que faleceu na manhã deste sábado (26/01) em decorrência de uma infecção generalizada e falência de múltiplos órgãos. O velório do parlamentar foi realizado, entre a noite de sábado e o início da tarde de domingo, no saguão do Palácio Tiradentes, sede do Parlamento fluminense, e contou com a presença de familiares, amigos e autoridades como o presidente em exercício da Alerj, deputado André Ceciliano, o governador Wilson Witzel, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, o secretário de Estado de Agricultura, Eduardo Lopes, e diversos deputados, colegas de Plenário nas últimas legislaturas, além de novos parlamentares que assumirão seus mandatos no próximo dia 1º de fevereiro.

Companheiros de televisão e artistas como os cantores Agnaldo Timóteo e Neguinho da Beija-Flor e o ator Giuseppe Oristânio também estiveram emocionados no Palácio Tiradentes. O carisma de Wagner Montes, tanto na sua vida política como na TV, atraiu ainda mais de 200 populares que foram ao velório homenageá-lo. O saguão ficou repleto de coroas de flores e o caixão foi parcialmente coberto com a bandeira da Beija-Flor.

Muito emocionados, os familiares evitaram falar com a imprensa. Pouco antes do caixão ser fechado, no entanto, a viúva Sônia Lima agradeceu a presença de todos e lembrou a importância de Wagner Montes como pai e marido. Agnaldo Timóteo cantou “Canção da América”, de Milton Nascimento, e “Noites traiçoeiras”, do Padre Marcelo Rossi, e pediu uma salva de palmas para o amigo. Na sequência, Neguinho gritou “Olha o Wagner Montes aí, gente!”. Por volta de 12h30, o corpo foi transportado em um carro do Corpo de Bombeiros para o crematório do Cemitério da Penitência, no Caju, onde ocorreu uma cerimônia de despedida fechada para a família e amigos mais próximos.

Início no rádio

- Publicidade -

Criado no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, Wagner Montes conciliou a política com sua carreira como apresentador de rádio e TV. Sua estreia como jornalista ocorreu em 1974, na Rádio Tupi. Na televisão, esteve à frente de diversos programas como “Aqui e Agora”, da Tupi, e “O Povo na TV”, da emissora SBT, onde também atuou como jurado do “Show de Calouros”. Em 2003, mudou para a TV Record onde comandou o “Verdade do Povo”, “RJ no Ar”, “Balanço Geral” e “Cidade Alerta – Rio de Janeiro”.

Advogado, ele teve sua atuação, tanto na TV como na política, sempre marcada pela luta pelo fim das desigualdades sociais e pelo sentimento de solidariedade. Wagner Montes elegeu-se pela primeira vez para a Assembleia Legislativa em 2006 com 111.802 votos. Quatro anos mais tarde, recebeu 528.628 votos, destacando-se como o deputado estadual mais votado da história política do Estado do Rio de Janeiro. Uma resposta das urnas à sua atuação parlamentar, principalmente nas áreas de segurança pública, saúde e educação.

Na eleição de 2014, foi reeleito, mais uma vez, com 208.814 votos, segundo deputado estadual mais votado do Rio de Janeiro. Na última legislatura, ocupou o cargo de 1º vice-presidente da Mesa Diretora da Alerj, e chegou a presidir a Alerj em diversos momentos. Em 2018, foi eleito deputado federal pelo Rio de Janeiro com 65.868 votos para um mandato que iria até 2022.

Wagner Montes deixa a mulher, Sônia Lima, e dois filhos – um, fruto do relacionamento com Sônia; outro, de um relacionamento com a Miss Brasil de 1983, Cátia Pedrosa. Sua morte gerou grande comoção:

“É com profunda tristeza que recebo a notícia da morte do amigo, irmão e companheiro de trabalho, deputado Wagner Montes. A alegria do Wagner, sua capacidade de trabalho, e especialmente a habilidade de driblar as dificuldades sempre foram características marcantes de sua personalidade. Hoje perdemos uma grande figura, mas o céu ficará mais divertido. Siga em paz, meu irmão. Que Deus conforte a família neste momento de dor, toda minha solidariedade à esposa do Wagner, filhos, amigos e colegas de trabalho.” Presidente em exercício da Alerj, deputado estadual André Ceciliano (PT).

“Nós queríamos estar juntos nesta caminhada. Mas, tenho certeza, que se não estaremos fisicamente, estaremos ligados espiritualmente. Vamos estar sempre relembrando este legado dele de trabalho e dedicação.” Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel.

“Hoje, há em cada olhar uma lágrima, em cada lar uma oração e em cada coração um voto de pesar e de saudade, pelo falecimento do líder, servidor do povo e amigo de todos, Wagner Montes, que a morte nos arrebatou inesperadamente. Ele sempre foi exemplo de honestidade, ética, briga pelo povo. Um brasileiro do qual nós todos nos orgulhamos muito.” Prefeito do Rio, Marcelo Crivella.

“É com pesar que recebi a notícia da morte do meu colega na Alerj, o deputado Wagner Montes. Comunicador carismático, defensor das pessoas com deficiência e do povo do Rio, Wagner sempre foi muito cordial e ativo. Minhas condolências aos familiares.” Deputado estadual Marcio Pacheco (PSC).

“É com profunda tristeza que recebi a notícia da morte de Wagner Montes. Parlamentar, sempre presente, gostava da vida, das pessoas, clamava por segurança pública. Deixa amigos e saudades.” Deputado estadual Luiz Paulo (PSDB).

“Perdemos hoje um companheiro de parlamento, deputado parceiro nas lutas pela enfermagem e pela saúde. Era um homem alegre e com grande capacidade de superar adversidades. Vamos sentir sua falta, Wagner Montes. Meus sentimentos à família. Vá na paz seguir um caminho de luz.” Deputada estadual Enfermeira Rejane (PCdoB).

“A perda de Wagner Montes nos entristece de várias maneiras diferentes. No relacionamento pessoal, perdemos um cara de bem com a vida, um exemplo de superação, um sujeito que sabia brincar com as próprias limitações. Era admirável. No político, é uma perda igualmente imensa, porque estava prestes a assumir um mandato inédito de deputado federal, depois de ficar na história como o deputado estadual mais votado em todos os tempos no Rio, com 528 mil votos. Acima de tudo, era, tal como eu, um defensor da “poliçada”, como ele gostava de falar. Um cara que parava o carro na rua para perguntar como estava o serviço do policial, se ele precisava de alguma coisa, se estava com frio ou calor. Num fim de semana que já estava triste por causa da imensa tragédia em Minas Gerais, não imaginei que algo pudesse aprofundar a minha tristeza. Desejo toda luz a Wagner, um abraço forte em seu filho, que já é meu amigo, e muita força para sua senhora e toda a família neste momento difícil.” Deputado estadual eleito Rodrigo Amorim (PSL). 

“Quero manifestar meu sentimento de pesar pela morte de meu colega, deputado Wagner Montes, também apresentador de televisão. Quero me solidarizar com sua família, em especial sua esposa Sônia Lima. Em particular, destaco nesta convivência que tivemos ao longo da legislatura 2015-18 na ALERJ, que percebi no Wagner uma figura disposta a acompanhar com olhar crítico e também irreverente, sua marca, os temas relevantes do Estado do Rio de Janeiro. Quero manifestar meu sentimento pesaroso e, mais uma vez, prestar condolências à sua família”. Deputado estadual Waldeck Carneiro (PT).

“É com profundo pesar que recebo a notícia do falecimento do deputado Wagner Montes. Ele sempre foi um bom companheiro de Parlamento, atuante e respeitador da diversidade de opiniões dos demais parlamentares, além de ter enorme capacidade de enfrentar dificuldades. Minha solidariedade à família e aos amigos.” Deputado estadual Zaqueu Teixeira (PSD).

“Muito triste com a notícia do falecimento do querido Wagner Montes, com quem tive um convívio fraterno ao longo de três mandatos como deputado estadual. Minha solidariedade à família e aos amigos.” Deputado estadual Marcelo Freixo (PSol).

“Hoje, recebi a triste notícia do falecimento do meu amigo Wagner Montes. Eu e minha equipe estamos profundamente tristes com essa perda. Wagner fará muita falta, pela sua trajetória e por tudo o que representava. Que a sua família possa ser confortada por Deus nesse momento tão doloroso. Muita força e Luz.” Deputado estadual Bebeto (Podemos).

“Nós hoje perdemos um homem de grande valor na Assembleia Legislativa. Um cara que era um exemplo de vida, um grande companheiro.“ Deputado estadual Samuel Malafaia (DEM).

“O falecimento do deputado Wagner Montes deixa o Rio de Janeiro de luto. Não somente pela perda do político que marcou a história do nosso estado, mas também do comunicador, que cumprindo uma tradição fluminense, combinou seus dons jornalísticos com sua vida de homem público. Que Deus conforte a sua família, amigos e colaboradores que o ajudaram em toda sua caminhada tão marcante.” Deputado estadual eleito Chicão Bulhões (NOVO).

“Foi com grande pesar que recebi a notícia sobre o falecimento do eterno defensor dos policiais de nosso Estado, o deputado Wagner Montes. Quero expressar meus sentimentos e minhas condolências aos familiares desse eterno parlamentar”. Deputado estadual eleito, Coronel Salema (PSL).

“É com uma enorme tristeza no coração que estou neste momento. É inevitável não lembrar do jeito irreverente e do carinho com que o Wagner Montes tratava a todos, indistintamente, e da maneira como era aclamado em algumas votações no Plenário com seu “escraaaacha!”. Mesmo doente, não se permitiu à negatividade, sempre gentil e atencioso. Meus sentimentos à equipe, especialmente a sua incansável família e a todos nós que tivemos uma oportunidade ímpar de conviver com ele.” Deputado estadual, Nivaldo Mulim (PR).

“Wagner Montes deixa um grande legado para a política e a comunicação. Sua lamentável partida abre uma lacuna enorme na representatividade de nossa população. Que ele esteja em bom lugar, e que Deus conforte a todos nós amigos, colegas e admiradores, e em especial à sua família.” Deputado estadual André Lazaroni (MDB).

“Estou muito aborrecido com ele. Ele não podia ter ido embora desta maneira, não podia ter partido. Somos amigos há 50 anos.” Cantor Agnaldo Timóteo.

“Perdi um amigo que fiz décadas atrás,. Wagner Montes, com quem dividi momentos de muita alegria e de muitas gargalhadas, era torcedor da Beija-Flor. Meu sábado começou triste. Que Deus receba “meu sócio” (era assim que a gente se chamava) com sua infinita bondade.” Puxador de samba, Neguinho da Beija-flor.

“Era meu amigo, de carreira e de vida. Uma pessoa escrachada, que falava a língua do povo. Era escrachado, mesmo. Ele fará uma falta imensa.” Cantor Elymar Santos.

“Conheço o Wagner há muitos anos. Uma pessoa muito querida. Esse é um momento extremamente triste porque realmente é uma morte muito precoce. Embora ele não estivesse bem de saúde, era jovem e cheio de energia. Vou guardar dele aquela grande risada e aquele sorriso.” Ator Giuseppe Oristânio. 

“Um ser humano incrível, um jornalista sensacional e um colega de trabalho ímpar.” Apresentadora da Record, Livia Mendonça.

“Eu quero guardar o Wagner na minha memória com alegria. Um cara que ensinou uma geracao a fazer programa popular, um apresentador que falava com o povo como ninguém.” Apresentador da Record, Tino Júnior.

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

Luiz Lima, candidato a prefeito, estará em Campo Grande neste domingo

Luiz Lima, candidato a prefeitura do Rio de Janeiro pelo PSL, vai cumprir sua agenda de campanha neste domingo, 27.

Adesanya é favorito na luta contra Paulo “Borrachinha” Costa pelo cinturão peso-médio do UFC

Atual campeão, o nigeriano Israel Adesanya tem 61% de probabilidade de manter o título no UFC 253, que será disputado neste sábado em Abu Dhabi

Vasco da Gama x RB Bragantino: onde assistir ao vivo e escalações

Andrey e Benitez são poupados e Pikachu e Felipe Bastos devem ser barrados do time do Vasco da Gama por Ramon Menezes

CBF e Clubes da Série A mantêm proibição à presença de público em jogos do Brasileirão

Decisão ocorreu por unanimidade em reunião por videoconferência realizada neste sábado, 26, que contou com a presença da CBF,...

Reforços do Vasco da Gama: Valencia deve fechar e clube sondou Jogador espanhol

Meia Javier Espinoza, que surgiu no Barcelona atua no Holanda, é analisado pela diretoria do cruzmaltino, que ainda busca lateral e atacante
- Publicidade -