24 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, outubro 21, 2020
- Publicidade -

Olivia Munn, de X-Men Apocalipse, estrela Aleppo, próximo filme de David Schurmann.

- Publicidade -
- Publicidade -

A atriz norte-americana Olivia Munn, a Psylocke de X-Men Apocalipse, é a estrela de Aleppo, próximo filme do diretor brasileiro David Schurmann. “Estou feliz por Olivia aceitar ser a protagonista, uma jornalista que está em fuga junto com um menino refugiado no meio do conflito em Aleppo na Síria. Sua personagem é forte e dinâmica, o que fez a atriz se apaixonar pelo projeto”, comemora o cineasta. O longa tem produção de Andre L III, que trabalhou em filmes como Ilha do Medo com Leonardo DiCaprio e 300 com Gerard Buttler e hoje é CEO da MiLu Entertainment, sediada em Los Angeles.

Além do diretor, outros dois brasileiros estão nesta produção internacional. Beto Dantas, o autor do roteiro original, sediado em Los Angeles, e Antonio Pinto, indicado ao Globo de Ouro por Despedida, que volta a assinar a trilha de um filme de David Schurmann. Vale destacar que o cineasta repete também a parceria de sucesso com a diretora de arte Brigitte Broch, vencedora de um Oscar de Direção de Arte por Moulin Rouge. Em fase de pré-produção, Aleppo avança na composição do elenco e equipe técnica. Por conta da pandemia, o início das filmagens deve acontecer no início de 2021 com externas a serem rodadas na Jordânia.

- Publicidade -

O próximo filme de David Schurmann tem Juan Bergaz of Bergaz Productions como produtora executiva. “A qualidade e repercussão de Pequeno Segredo durante campanha para vaga do Oscar acabou impressionando muitos da indústria em Hollywood e abriu algumas portas importantes. Aleppo é um filme delicado e emocionante. Para essa história, contamos com a colaboração e a consultoria de refugiados da Síria para entendermos as realidades do conflito e a vida no país, diz David. E completa: “Estou muito entusiasmado com esse e outros projetos que devem projetar ainda mais a nossa arte e os nossos talentos Brasileiros no cinema internacional”.

- Publicidade -

Um brasileiro do mundo– Ao completar 10 anos, David Schurmann partiu do Brasil com toda a família para dar a volta ao mundo a bordo de um veleiro. Aos 13 anos, ganhou uma câmera de vídeo 8mm e passou a documentar momentos marcantes da viagem. Aos 16, desembarcou na Nova Zelândia para estudar cinema e iniciar sua carreira atrás das câmeras. Logo após se graduar, em Auckland, David assumiu a direção do In Focus, programa jornalístico de variedades para jovens. Durante esse período, a atração se tornou campeã de audiência na Nova Zelândia e foi premiada nacional e internacionalmente.

Ainda no exterior, o cineasta também se dedicou a filmes curta metragens e programas especiais para televisão, dividindo seu tempo com a pré-produção da Magalhães Global Adventure, expedição desenvolvida por ele e seus pais. Em 1997, David retornou ao Brasil para dirigir e produzir o projeto que reconstituiu a rota traçada por Fernão de Magalhães e ganhou exibições mensais no programa Fantástico da Rede Globo. O material da expedição foi copilado e resultou também no documentário O Mundo em Duas Voltas, sucesso de público e crítica. O filme, que recebeu prêmios nacionais e internacionais, relata o trajeto navegado pela Família Schurmann pelos oceanos Pacífico, Índico e Atlântico ao longo de mais de 2 anos e meio.

Em 2010, David dirigiu e produziu um inovador projeto transmídia com objetivo de questionar as informações difundidas na internet. Essa iniciativa culminou no seu primeiro filme documentário-ficção: o longa de suspense/terror Desaparecidos. A produção narra, de forma “documental”, a história de seis jovens que, após uma festa no litoral paulista, se perdem na mata e vivenciam situações misteriosas e aterrorizantes.

Em 2016, como produtor e diretor, David lança o longa-metragem Pequeno Segredo, eleito para representar o Brasil na categoria de Melhor Filme Estrangeiro do Oscar 2017 e indicado em quatro categorias do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro – Melhor Atriz (Julia Lemmertz no papel de Heloisa), Melhor Trilha Sonora (assinada por Antônio Pinto), Melhor Efeitos Visuais (trabalho liderado por Marcelo Siqueira e vencedor na premiação) e Melhor Diretor (David Schurmann). A produção que comoveu o Brasil é baseada em fatos reais, inspirados pela emocionante história de Kat Schurmann e suas relações familiares e afetivas.

Após o sucesso na tela grande, David lançou a série Expedição Oriente, exibida em toda a América Latina por meio do canal National Geographic, e algumas webséries que reforçam o perfil multiplataforma do cineasta. Atualmente, se dedica à finalização do documentário U-513 Em Busca do Lobo Solitário e ao desenvolvimento de seus próximos projetos audiovisual, incluindo filmes em parceria com produtores internacionais, entre eles, Aleppo .

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

De Olho no Voto, na TV Cultura, fala sobre saúde com foco nas eleições municipais

Com apresentação de Rodrigo Piscitelli, o De Olho no Voto desta sexta-feira (23/10), a partir das 20h40, irá abordar os desafios dos municípios na área...

Claro está com sinal aberto do Cinemax para a estreia de grandes sucessos do cinema

Grandes sucessos do cinema estão chegando à programação do Cinemax e clientes Claro podem aproveitar o sinal aberto do...

Vale propostas fim do auxílio emergencial para atingiridos pelo crime de Brumadinho (MG)

O crime ambiental na região do Paraopeba, emissão pelo rompimento da barragem...

Daniel e Paula Fernandes estão no Máquina da Fama deste sábado

quarta-feira, 21 de outubro de 2020 Daniel e Paula Fernandes estão no Máquina da Fama deste sábado Patricia Abravanel recebe no...
- Publicidade -