31.2 C
Rio de Janeiro
domingo, setembro 27, 2020
- Publicidade -

Antonio Fagundes e Heloísa Périssé conversam sobre fé e cultura no Altas Horas deste sábado

- Publicidade -
- Publicidade -

Para quem curte cultura, dramaturgia, humor e histórias de superação, o próximo ‘Altas Horas’, no ar dia 15 de fevereiro, é um prato cheio. Iluminando a edição de sábado, voltam ao palco do programa Antonio Fagundes, Heloísa Perissé, Juliana Alves e Rita Guedes, compartilhando experiências ligadas a literatura, fé e celebração da vida. A noite é embalada pelo som dos sucessos de Cidade Negra e Art Popular.

“Uma atriz que a gente ama”, é assim que Serginho Groisman anuncia a entrada de Heloísa Perissé, grande amiga e fã do apresentador. Ao lado dos outros convidados, Heloísa emociona a plateia ao recordar quando, em uma consulta de rotina, descobriu um raro tipo de câncer nas glândulas salivares, momento que exigiu da atriz uma boa dose de espiritualidade e coragem. Batalha vencida, Heloísa deixa claro: “A minha vida não parou. Eu tive muita fé e esperança de que conseguiria superar e consegui”. O bom humor predomina e, durante o programa, Serginho faz questão de mostrar cenas da amiga brilhando em ‘Avenida Brasil’, grande sucesso da televisão brasileira, sendo exibida, atualmente, no ‘Vale a Pena Ver de Novo.

Atento ao depoimento da colega, Antonio Fagundes se sensibiliza com o otimismo de Heloísa perante a vida. Fã declarado de literatura e teatro, o renomado ator recebe grandes surpresas na noite de sábado e também tem a chance de rever cenas de ‘Bom Sucesso’, seu último trabalho, no qual deu vida ao editor Alberto: “Esse papel foi um presente. Eu amo literatura. Acredito que não devemos abandonar a cultura dos livros porque é nela que realmente somos capazes de entender o outro ao nosso lado”. Como pontua Serginho, a impressão é de que, às vezes, os personagens são feitos especialmente para seus intérpretes e Fagundes concorda: “O Alberto nos mostrou a importância da cultura e também como lidar com a vida de uma maneira leve.”

Dividir o palco com Antonio Fagundes e Heloísa Périssé é uma escola e um privilégio para muitos atores. Quem é testemunha do talento dos convidados é Juliana Alves, que aproveita a sua volta ao ‘Altas Horas’ para demostrar a admiração que tem por Fagundes, com quem já teve a chance de contracenar: “Foi com ele que eu consegui desenvolver o meu primeiro grande trabalho, em ‘Duas Caras’. Eu tive a honra de estar perto, me inspirar e aprender com ele”. Juliana ainda dá uma prévia sobre a sua volta aos desfiles de Carnaval e relembra a sua participação no BBB 3.

- Publicidade -

O ‘Altas Horas’ traz ainda Rita Guedes, que conta mais detalhes sobre seu trabalho em ‘Arcanjo Renegado’, original Globoplay, e conta com os sucessos de Cidade Negra e Art Popular.

Comunicação Globo
São Paulo, 13 fevereiro de 2020
Mais informações www.redeglobo.com.br

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

- Publicidade -