24.4 C
Rio de Janeiro
terça-feira, setembro 29, 2020
- Publicidade -

Tove Lo anuncia novos pacotes de produtos especiais de angariação de fundos para alívio COVID-19

- Publicidade -
- Publicidade -

Tove Lo anunciou uma nova série de pacotes de mercadorias “especiais”, cujos recursos serão doados à instituição de caridade MusiCares, que ajuda músicos impactado pela atual crise de coronavírus.

O cantor anunciou o esquema no Instagram no início desta semana, escrevendo: “Tem havido muitas notícias sobre as coisas que não estão acontecendo ultimamente enquanto estamos todos presos, estou animado para falar sobre algo que está acontecendo e ajudará uma grande organização com a qual me importo profundamente.

“Nos próximos dias e semanas, estarei lançando pacotes e itens de mercadorias especiais, cujos rendimentos serão para beneficiar o MusiCares em apoio ao seu COVID 19 esforços de socorro e o trabalho incrível e vital que eles estão fazendo para apoiar a comunidade musical. Embora eu saiba que todos vocês estão balançando sua aparência de quarentena, esta é sua chance de conseguir algumas roupas novas para você ou para um ente querido, ajudando uma grande causa.

A primeira mercadoria anunciada foi um pôster assinado à mão, uma sacola 'Gritty Pretty' e um brinquedo de pelúcia da Sunshine Kitty.

- Publicidade -

Isso foi seguido pela segunda corrida de ontem, que incluiu um capuz vermelho da Tove Lo e uma cópia em vinil da Sunshine Kitty do ano passado ' álbum.

Em fevereiro, o cantor e compositor sueco revelou um single colaborativo eufórico com Sean Paul chamado ' Calling On Me '.

Seguiu duas novas músicas que Tove Lo compartilhou em janeiro, produzidas pelo irmão e produtor de Billie Eilish, FINNEAS .

'Pornô de biquíni' e 'Paixão e dor têm o mesmo gosto quando sou fraco', seguido pela 'Sunshine Kitty' de setembro passado.

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Futebol: Senado aprova suspensão de pagamento de dívidas dos clubes

Com 72 votos a favor e um contrário, o projeto que suspende o pagamento das parcelas de dívidas no âmbito do Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut) durante a pandemia de covid-19 foi aprovado pelo Senado nesta terça-feira (29). Como sofreu modificações, o texto retorna para a Câmara dos Deputados.

Últimas Notícias

Futebol: Senado aprova suspensão de pagamento de dívidas dos clubes

Com 72 votos a favor e um contrário, o projeto que suspende o pagamento das parcelas de dívidas no âmbito do Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut) durante a pandemia de covid-19 foi aprovado pelo Senado nesta terça-feira (29). Como sofreu modificações, o texto retorna para a Câmara dos Deputados.

Eleições 2020: Luiz Lima quer novos eventos esportivos para impulsionar o turismo no Rio

Para o candidato do PSL à prefeitura da capital fluminense, fato da cidade ser olímpica pode ajudar na adoção de medidas públicas para o setor

Shoppings em São Gonçalo arrecadam brinquedos para o Dia das Crianças

Itens em bom estado de conservação serão doados para comunidades do município

Câmara aprova lei que cria Pólo Gastronômico e Cultural da Praça Seca

Segundo o texto, serão permitidas a instalação de barracas no entorno da praça, com o objetivo de incentivar o desenvolvimento cultural, e também a utilização do Coreto da Praça Seca, a fim de promover a arte e a cultura local.

Cinesystem confirma reabertura de cinema no Rio de Janeiro

Público do estado poderá voltar a curtir a magia da sétima arte, com segurança, a partir do dia 01 de outubro

Futebol: Senado aprova suspensão de pagamento de dívidas dos clubes

Com 72 votos a favor e um contrário, o projeto que suspende o pagamento das parcelas de dívidas no âmbito do Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut) durante a pandemia de covid-19 foi aprovado pelo Senado nesta terça-feira (29). Como sofreu modificações, o texto retorna para a Câmara dos Deputados.
- Publicidade -