20 C
Rio de Janeiro
sábado, outubro 31, 2020
- Publicidade -

Curta-metragem ‘Leituras’ estreia online em 20 de setembro

- Publicidade -
- Publicidade -
- Advertisement -

Livremente inspirado na obra “A Menina de Papel”, de Julián Fuks, o curta-metragem “Leituras” estreia em 20 de setembro (domingo, às 18h) e pode ser assistido no site www.celacanto.art, com acesso livre e gratuito. Idealizado pela atriz, cenógrafa, professora e pesquisadora Marília Misailidis, o filme foi todo gravado durante a quarentena no apartamento em que mora com o marido Seblen Mantovani, que também assina a câmera e a fotografia da produção.

Voltado para o público infanto-juvenil, o curta de 12 minutos mistura live action, desenho, recortes e animação para contar a história de duas leitoras que pertencem, cada uma a seu modo, tanto ao plano da ficção quanto ao plano da realidade.  No desenrolar da trama, elas tomam consciência de si mesmas e de onde estão inseridas enquanto desempenham com o público uma mesma ação: ler. 

“Embora exista uma diversidade imensa de textos e possibilidades de leitura, é comum nos depararmos com esforços que acabam por reduzir essa ação a um gesto passivo, onde o leitor é visto como alguém destituído de capacidade e desejo, alguém que se submete a leituras por acreditar que um dia esse ato voluntário de submissão e anulação será recompensado com o poder do conhecimento e do controle”, analisa a autora. “Diante disso, acho fundamental lembrarmos e apresentarmos outras imagens, em especial aquelas que lembram que a leitura pode ser também um ato de criação, encontro e afeto. Ou ainda, um lugar paradoxal onde o encontro com uma voz alheia só é possível se o leitor for capaz de retomá-la e fazê-la ecoar dentro de si com a sua própria voz”, explica Marília Misailidis.

Em “Leituras”, Marília desenhou mais de 40 ilustrações que compõem a arte do curta-metragem. Tendo como referência estética o artista italiano Virgilio Villorese, ela presta homenagem à antiga tecnologia do cinema usando recursos de animação, que convivem em harmonia com elementos contemporâneos. Marília e Seblen gravaram ao longo de 15 dias em diversos ambientes do apartamento do casal e até no corredor do prédio onde moram, no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro. Ao todo, foram três meses de trabalho, contando com a pré e pós-produção.

“Esse filme fez meus olhos brilharem. Quero dar continuidade às coisas que acredito, principalmente neste momento em que os livros podem ser taxados e podem se tornar algo raro e cada vez mais elitista”, conclui.

O curta-metragem foi contemplado pelo Edital Cultura Presente nas Redes da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro, de caráter emergencial para o fomento de produções culturais em tempos de pandemia.

Marília Misailidisi e Seblen Mantovani – bastidores do filme Leituras (foto: Seblen Mantovani)

MARÍLIA MISAILIDIS é professora, pesquisadora, atriz e cenógrafa. Como professora, tem experiência com o ensino de língua portuguesa para o Ensino Fundamental e Médio e língua inglesa para todas as idades. Como pesquisadora, se dedicou ao estudo da tragédia grega clássica e das possibilidades de diálogo entre a literatura e o teatro, criando adaptações e fazendo estudos de caso. Como atriz, trabalhou com os diretores Naum Alves de Sousa, Ivan Sugahara e Diogo Liberano. Como cenógrafa, em 2019, participou da mostra de estudantes brasileiros na “Quadrienal de Praga de espaço e desenho da performance”, principal evento internacional que engloba áreas como cenografia, figurino, iluminação cênica, sonoplastia, visagismo e arquitetura teatral.

SEBLEN MANTOVANI é montanhista, fotógrafo e cineasta. Como cineasta, busca revelar para o público um pouco de tudo o que vive a partir de sua experiência em ambientes naturais. Ganhou, em 2016, o prêmio de melhor fotografia pelo Cine Amazônia com o curta documental “Jegues”.  Dirigiu e fotografou o documentário “Geração Lendária”, que retrata o desenvolvimento do montanhismo brasileiro nos anos 80 por meio de figuras emblemáticas do esporte. Viajou pelos quatro continentes gravando as séries “Montanhistas e Escaladores de Vulcões” para o Canal OFF.

Sinopse:

Num momento em que os livros podem se tornar objetos ainda mais raros, o curta-metragem “Leituras” oferece um olhar poético sobre as inúmeras trocas que podem acontecer entre realidade e ficção enquanto ainda existirem leitores e leituras.

Leituras

Curta-metragem de Marília Misailidis

Estreia: 20 de setembro, domingo, às 18h, em www.celacanto.art

Duração: 12 min. Classificação etária: livre.

Ficha Técnica:

Roteiro, ilustrações, direção de arte e produção: Marília Misailidis 

Operador de câmera e direção de fotografia: Seblen Mantovani 

Trilha original: Luis Henrique Misailidis

Edição: Fábio Cardoso

Arte de divulgação: Isabella Castro

- Publicidade -

Veja Também

Últimas Notícias

- Publicidade -

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Réveillon Rio 2021 será pago integralmente pela iniciativa privada

SRCOM foi a única empresa a apresentar proposta, com projeto que cumpre todos os requisitos exigidos pela Riotur, para a virada carioca

Alunos e professores de escolas públicas do Rio poderão ganhar ingressos para eventos

Projeto de lei prevê a doação por parte das empresas que recebem incentivos fiscais

Megaoperação no Complexo da Maré dura mais de 10 horas; mulher grávida é baleada

Moradores do Complexo de favelas da Maré amanheceram nesta terça-feira, 27, com uma megaoperação policial em suas portas. A operação começou por volta das 5h...

Rio de Janeiro inicia censo da população em situação de rua

Com o censo, a Prefeitura espera sensibilizar Justiça, Mninistério Público e Defensoria Pública para, juntos com o Município, desenvolver ações para reinserir essas pessoas no mercado de trabalho.

Shopping Jardim Guadalupe inaugura nova sede do Blindando Vidas

Projeto oferece aulas gratuitas de artes marciais para crianças e jovens em situação de vulnerabilidade desde 2017
- Publicidade -