- Publicidade -
Início Pop & Cult Filmes e Séries “Carenteners”, nova série original da Warner Channel, estreia nesta terça (30)

“Carenteners”, nova série original da Warner Channel, estreia nesta terça (30)

"Carenteners", nova série original da Warner Channel, estreia nesta terça (30)
- Publicidade -

Imagine conhecer o amor da sua vida uma noite antes do planeta mudar completamente? Esse é o conceito de “Carenteners”, nova série da Warner Channel coproduzida em parceria com a produtora Huuro Entretenimento e totalmente realizada durante o isolamento social, que estreia nesta terça, dia 30 de junho, às 21h40.

Com exibições todas as terças e quintas, o enredo envolve o casal Cecília e Marcos, que se apaixona antes da quarentena e precisa se adaptar aos novos tempos para manter o relacionamento enquanto lidam com seus próprios problemas, como trabalho, convivências familiares e amizades.

- Publicidade -

O projeto inovador consiste em uma série filmada à distância sob direção remota e com os próprios atores operando câmeras, celulares e computadores enquanto interpretam seus personagens. O resultado deste trabalho foi dividido em 10 episódios de cinco minutos cada, que serão exibidos na Warner Channel, em horário nobre, após The Big Bang Theory, e disponibilizados no Youtube do canal.

Os desafios de criar, desenvolver e realizar esse trabalho durante o isolamento social foram grandes, mas para Silvia Fu Elias, diretora de Conteúdo da Warner Channel, foi uma motivação a mais: “Ter um conteúdo de ficção, feito dentro de todos os protocolos de segurança e com humor nos pareceu o desafio perfeito para esse momento de quarentena“, explica.

A série foi criada e produzida por Aline Diniz, apresentadora do canal TNT e sócia da produtora criativa Huuro Entretenimento, que entende tudo do assunto depois de anos cobrindo entretenimento: “Sempre estive do outro lado da tela e acompanhar o desenvolvimento de um projeto como esse tem sido uma delícia e incrivelmente emotivo”, diz.

Aline divide a produção com Érico Borgo, conhecido como uma das principais vozes da cultura geek/nerd do país e sócio da produtora. Eles já trabalharam juntos por quase 10 anos no portal Omelete e, mais recentemente, na CCXP. “Estou muito feliz que o primeiro projeto da Huuro, nossa nova empresa, seja ao lado da Turner e algo tão diferente e criativamente desafiador“, conta Borgo

O elenco composto por jovens talentos também se adaptou ao novo ambiente de trabalho remoto e aos desafios que traz esse formato de filmagem.

Para Ana Tardivo, que interpreta a protagonista Cecília, realizar algo tão inédito é renovador: “intenso e transformador em muitos sentidos. Vejo uma possibilidade de criar e executar um conteúdo artístico inovador, tanto na forma, quanto na realização. Está sendo um desafio diário e constante compreender os mecanismos e dinâmicas dessa nova forma de produzir conteúdo audiovisual. Nunca tinha pensado que algo assim pudesse ser realizado. Uma grande honra fazer parte deste projeto”.

Para Mateus Sousa, que vive o protagonista Marcos, o maior desafio é ressignificar formas de contar histórias. “Carenteners édiferente de tudo que já fiz. É um privilégio trabalhar dentro de casa, mas ao mesmo tempo desafiador ajudar a desenvolver e executar outras áreas da produção de conteúdo que vão além da atuação, como a autogravação, maquiagem, figurino, iluminação, cenário. Tudo isso com orientação remota dos profissionais de cada área“.

Carenteners vai ao ar às terças e quintas, às 21h40, logo após The Big Bang Theory, a partir de 30 de junho na tela da Warner Channel.

Sinopse:

Cecília e Marcos tiveram um encontro às cegas, marcado por amigos em comum e a química foi instantânea. Combinaram de sair de novo assim que possível, mas o isolamento social atrapalhou os planos bem quando estavam começando se conhecer melhor. Mas o casal não se dá por vencido e tenta manter a chama do relacionamento acesa com encontros virtuais. Amar, trabalhar, surtar. Em meio à pandemia global, a vida acontece na frente de uma tela de computador. Mas quem imaginou que seria necessário namorar à distância morando na mesma cidade? Cecília e Marcos se apaixonaram uma semana antes da quarentena começar, quando o apocalipse parecia longe demais para ser verdade. Em um piscar de olhos, tudo mudou. Ela se viu presa na casa da mãe controladora de novo e ele tendo que fechar o seu recém-inaugurado botecão e cheio de boletos pra pagar. Mas é em meio a flertes virtuais, chamadas travadas e surtos coletivos que Cecília e Marcos vão encontrar o amor em plena quarentena – por mais que a vontade de se ver os deixe à beira de um ataque de nervos.

Personagens:

Cecília (Ana Tardivo): Jornalista, consegue um novo emprego e, no auge de seus 32 anos, finalmente vê a possibilidade de morar sozinha, já que viver com uma mãe controladora e com o irmão egoísta estava sendo um sério problema. No mesmo período das novas resoluções, Cecília sai com Marcos e isso aumenta a sensação de que tudo está no caminho certo… até que começa a Quarentena e tudo precisa ser repensado: ela não pode mais sair com ele e a mãe fica mais neurótica do que nunca, pois ela pertence ao grupo de risco. Uma mudança de casa no meio de uma pandemia se torna algo impensável – e o seu chefe maluco lhe mandando missões em pleno home office também não ajuda – e a vida de Cecília empaca completamente.

Marcos (Mateus Sousa): Impulsivo e muito entregue em tudo que se propõe fazer, Marcos é dono de um bar que acabou de ser aberto. O investimento foi alto, mas se tudo continuar dando certo ele terá o dinheiro de volta em pouco tempo. E os prenúncios são ótimos, pois as suas mirabolantes receitas secretas usando salsicha são um sucesso e tudo parece melhorar com a chegada da apaixonante Cecília em sua vida. Porém, uma semana após a abertura tudo muda: a quarentena chega ao Brasil. Agora, além da dívida, ele deve voltar à sua miserável vida de diretor de arte de publicidade. Além de estar com um estoque imenso de cervejas e salsichas no bar fechado e no apartamento que divide com seu excêntrico amigo, Dino.

Norma (Eliana Ferraz): Uma mulher rígida, mas com um enorme coração. Mãe de Cecília e JC, Ela é bastante dura com a filha (principalmente com higiene), mas é porque no fundo só quer protegê-la do Coronavírus. Norma tem uma postura oposta com JC, mimando o filho ao extremo – uma vez que ele acabou de sair da casa do pai no RJ e veio morar com ela. No decorrer da temporada, os filhos percebem que a mãe está sempre muito entretida com o WhatsApp, e desconfiam que ela está em um web namoro.

Dino (Pedro Paulo Vicentini): Distraído e excêntrico, divide apartamento com o amigo Marcos, que não entende como Dino ganha dinheiro se aparentemente, ele é inútil. É chefe de Cecília na redação do jornal e sempre propõe as pautas mais inusitadas para ela apurar. Ele é um sujeito desleixado que consegue as coisas por estar sempre alheio demais para se preocupar – o que ele faz de errado é na completa inocência. Com um trauma no amor, Dino é um cara que não acredita muito “nessas coisas” e vai sempre duvidar que o relacionamento de Marcos com Cecília vai durar no pós-pandemia. Dino já namorou a influencer Camilinha em um passado não tão distante, e tem um crush por Amanda Speedster, que beira a adoração.

Julio Cesar/JC (Richard Abelha): Irmão de Cecília, JC acabou de se mudar do Rio de Janeiro onde morava com o pai para viver na mesma casa que Norma e a irmã. Contudo, nem parece que ele está lá: JC é streamer de jogos e fica tanto tempo com a cara no computador que mal percebe que uma pandemia global começou — aliás, até percebeu, mas prefere fingir que é mentira só para irritar a irmã jornalista. Tem opiniões fortes, sempre em uma tentativa falha de ser polêmico, defendendo a mão invisível do mercado, mas sempre precisando da mão visível de Dona Norma para não morrer de fome, pois é incapaz de fazer um miojo sozinho. Adotado pela família quando era apenas um bebê, Norma sempre o mimou desde então. Tudo para ele é um jogo, e o seu favorito é Irritar Cecília Até Ela Surtar™. De uma forma torta (lê-se: tóxica), é o jeito dele dizer que quer se aproximar mais dela.

Amanda Speedster/Victor Alves (Jade Odara/Edgar Cardoso): Victor Alves é um intrépido motorista de ambulância do SAMU que tem uma bem-sucedida carreira na cena noturna paulistana como Amanda Speedster, uma drag queen. Amante de curvas perigosas, é cheio dos dotes artísticos, automobilísticos e domésticos. Amanda vive consertando as coisas no apartamento dos avoados Marcos e Dino – por quem nutre uma paixão nem tão secreta assim, e que talvez esteja começando a ser correspondida.

Camilinha (Gabi Lopes): Youtuber de viagens que precisou se reinventar no pior momento possível para o seu ramo de atividades. Tem temperamento explosivo e já arrumou muita confusão com outras influencers, mas um de seus problemas mais recorrentes é o ex-namorado Dino, que vira e mexe aparece com alguma ideia absurda para “ajudá-la” (ou pede conselhos para flertar com outras pessoas já que, infelizmente, ela é a pessoa que mais lhe conhece no mundo). O seu canal se chama CamiLondon (seu lugar preferido na Terra) e seu fandom Camilers. Agora que não tem mais como viajar, vai ter que se contentar com o Google Maps

- Publicidade -