24.9 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, setembro 18, 2020
- Publicidade -

Novas regras para adiamento e cancelamento de eventos na pandemia

- Publicidade -
- Publicidade -

As regras para o adiamento e o cancelamento de eventos, reservas ou outros serviços na área cultural e de turismo durante a pandemia foram publicadas no Diário Oficial da União de hoje(25).

O principal é o seguinte: se o evento, a reserva ou o ingresso for remarcado ou for concedido um crédito para o consumidor descontar numa nova compra ou gastar depois, o prestador do serviço não é obrigado a devolver o dinheiro. E isso tudo deve ocorrer sem custo – seja de taxa ou multa – para o consumidor, que vai ter 120 dias, a partir do fim do estado de calamidade, para pedir o crédito. No caso de remarcação, vai ter 180 dias. E no caso de cancelamento definitivo do evento, a empresa vai ter doze meses, após o fim da pandemia, para devolver o dinheiro, descontadas as taxas de conveniência, por exemplo.

Ou seja,  a pessoa tem 120 dias para pedir o crédito para gastar depois; ou 180 dias para remarcar. Se o show, o espetáculo, a palestra, enfim, se o evento for cancelado definitivamente, aí a empresa tem até um ano, após o fim da pandemia, para devolver o dinheiro, descontadas as taxas de serviço.

No caso dos artistas que foram contratados para eventos marcados durante a pandemia, se o evento for remarcado em até um ano após o fim da pandemia, eles não vão precisam reembolsar o cachê que receberam. Já se o serviço não for prestado, aí sim, deverão devolver o cachê corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial, também em até um ano após o fim do estado de calamidade.

>

Multas por cancelamento de contrato nesse período estão anuladas. E isso vale para todo tipo de evento: cinema, teatro, rodeio, palestras, enfim, tudo que envolve o setor cultural e turístico.

Ouça também:

- Publicidade -

Confira o que muda nas regras de reembolso de eventos culturais e serviços turísticos

Aprovadas regras para cancelamentos de eventos culturais e turísticos; texto segue para sanção

Indústria de shows e eventos já perdeu 1,3 milhão de empregos em meio à pandemia

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

>

Últimas Notícias

Ney Matogrosso é tema de novo documentário, que estreia no Curta!

Reconhecido tanto por sua voz singular quanto por suas performances surpreendentes, o cantor Ney Matogrosso é tema de documentário inédito, que...

TV Aparecida: The Fevers e Angelo Máximo participam do programa de estreia do Padre Antonio Maria

As tardes de sábado da TV Aparecida ganham um grande reforço a partir do dia 19/09, às 15h. “Sábado com Maria”, com exibição...
- Publicidade -