18.3 C
Rio de Janeiro
terça-feira, setembro 22, 2020
- Publicidade -

Artigo | Itaipu: governos de direita desencontrados tornam região vulnerável à covid

- Publicidade -
- Publicidade -

As respostas desencontradas ao avanço do novo coronavírus na América Latina estão escancarando o grau de desarticulação de uma região que não só estava mais unida no passado recente, como também era uma das mais resilientes do mundo ao neoliberalismo. Pode não parecer, mas essas coisas estão relacionadas.

A pandemia do novo coronavírus é um problema de todos e não será controlada em um país independentemente do que aconteça aos demais. Sobretudo quando se trata de países vizinhos, de intenso trânsito transfronteiriço, como é o caso dos países da Tríplice Fronteira (Argentina, Brasil e Paraguai), que sabidamente constitui um corredor migratório utilizado por povos de diferentes nacionalidades. Sem ações coordenadas, fica muito difícil enfrentar a pandemia.

Acontece que os organismos regionais que poderiam fazer esse papel de coordenação, como a Unasul e o Mercosul, foram abandonados ou condenados a irrelevância pelos governos que hoje comandam países-chave da região. O Brasil mesmo – enfiado no atoleiro de uma crise sanitária, econômica, social e ambiental sem precedentes –, virou as costas para eles e agora se ressente enormemente de sua ausência. Ao sacrificar os tratados regionais, os governos direitistas não só tornaram nossos países mais submissos aos EUA, como também os condenaram ao isolamento no momento em que mais precisaríamos estar integrados.

>
>
>

::Capitalismo suicida: ou mudamos de modelo ou acaba o mundo, diz intelectual mexicano::

- Publicidade -

A criação da Unasul, em 23 de maio de 2008, mostrou que esses países poderiam enfrentar problemas comuns – como o da atual pandemia da covid-19 – baseados na cooperação Sul-Sul e na coordenação das ações regionais. O Conselho Sul-Americano de Saúde da Unasul (CSS), empenhou-se em construir uma rede de cooperação e assistência técnica entre países da Comunidade Andina e do Mercosul, para enfrentar problemas sanitários como os de agora. Não tivesse sido desmantelado, o CSS poderia estar ajudando a coordenar as ações de contenção do coronavírus nos países da América do Sul. Muitas vidas poderiam ser salvas.

A falta de coordenação regional no enfrentamento do coronavírus chegou ao paroxismo na fronteira trinacional. Por algum motivo não explicado, Itaipu Binacional pretende flexibilizar as medidas de isolamento social recomendadas pela OMS a partir dessa semana, quando o Brasil registra mais de 40 mil mortes pela covid-19. Os casos confirmados da doença na cidade de Foz do Iguaçu também vem aumentando, diferentemente do que acontece no Paraguai, país que tem os menores números de casos confirmados e mortos pelo novo coronavírus.

Saiba mais: Líderes em casos de covid têm governos conservadores ou demoraram a adotar isolamento

O curioso é que, enquanto o lado brasileiro pretende iniciar as medidas de afrouxamento, o lado paraguaio decidiu prorrogá-las sine die. É impossível imaginar tamanho descompasso. Se uma única empresa não é capaz de se entender sobre a melhor forma de combater o coronavírus, o que dizer dos erráticos governantes direitistas que nos colocaram nesse atoleiro. Por falta de integração, seguiremos fragilizados diante da mais grave crise sanitária de nossa história.

Edição: Rodrigo Chagas


Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

Mercado Extra inaugura hoje oito unidades no Rio de Janeiro

Remodelação das lojas demandou investimento de aproximadamente R$ 8 milhões e abrange Rio e Grande Rio 

Deputado Jair Bittencourt pede que barcas retomem horários de antes da pandemia

Vice-presidente da Alerj cobra fiscalização nas barcas de Niterói e Paquetá

Audiências do SBT na segunda-feira, dia 21/09

SEGUNDA-FEIRA, 21/09Triturando alcança 7 pontos, vence duas novelas da concorrência e conquista o segundo lugarNa tarde da última segunda-feira,...

‘Os desertos de Laíde’, sobre mães negras que perderam filhos, terá exibição ao vivo nas redes sociais do Sesc RJ

Trilha sonora rendeu à diretora musical Dai Ramos a indicação ao Prêmio Shell 2009

Mesmo fechado e sem previsão de reabertura, Museu de Arte do Rio apresenta duas exposições inéditas

A mostra coletiva "Casa Carioca", com mais de 600 itens, e a individual "Aline Motta: memória, viagem e água" poderão ser visitadas gratuitamente, em datas e horários específicos. Inscrições serão feitas no site do MAR

Secretário-geral da ONU pede acordo global contra desigualdades

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU),...
- Publicidade -