31.6 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, 25 de março de 2019 3:5727

Confira dicas de maquiagem para o carnaval 2019

- Publicidade -

Para Renata Bertino– professora de Dermatologia do curso de Medicina do Campus João Uchôa e ex-aluna de Medicina da Estácio. A especialista também é membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia – o protetor solar deve ser utilizado todos dias do ano, faça chuva ou faça sol! Durante o Carnaval inclusive! O fator de proteção solar (FPS) deve ser de, no mínimo, 30, reaplicando a cada duas horas para manter sua eficácia. Mas, se a diversão for ao ar livre e os foliões não quiserem parar muito ao longo do dia para reaplicar, vale a pena aumentar. Nesse caso, use então, o FPS acima de 60 para evitar possíveis manchas e queimaduras. Outra dica é acrescentar no kit folia água termal para borrifar no rosto durante todo o badalo, trazendo frescor e reidratando a pele. Renata também registra que protetor solar labial não pode ser esquecido.

A dermatologista lembra que o protetor solar deve ser aplicado antes da maquiagem e que as pessoas podem aproveitar e investir em filtros com cor, pois além de protegerem contra os efeitos nocivos do sol, já fazem uma cobertura linda para arrasar na folia.

Renata comenta ainda que a água termal é um item multiuso e quase indispensável para quem quer curtir o Carnaval. Além de seus efeitos hidratantes e calmantes, é perfeita para aplicar antes de pós iluminadores, preparando a pele e aumentando o efeito de brilho. Para quem vai usar glitter, vale a pena investir em um primer específico para este tipo de produto, pois sabemos que ele fixa fácil na pele, mas grande parte acaba caindo e estragando toda a maquiagem. Uma opção mais barata e que não prejudica a pele é o uso de hidratantes labiais. Fáceis de aplicar e grudam o glitter de forma impecável. Se for aplicar no corpo todo, invista em pomadas e cremes hidratantes corporais, fáceis de encontrar e ainda mantém a pele hidratada durante todo o festejo.

A especialista informa que o uso de glitters na composição da maquiagem não deve ser exagerada / pesada e indica as hipoalergênicas. Ela aconselha, inclusive, as pessoas a fazerem um teste destes produtos antes de aplicá-los na pele: vale a pena colar um pouquinho no antebraço, deixar alguns minutos e observar a reação.

COMO RETIRAR A MAQUIAGEM APÓS AS FESTIVIDADES CARNAVALESCAS?

De acordo com Renata Bertino,para ajudar no processo de remoção do glitter, vale lançar mão de um produto multifunções como a água micelar. Além de limpar e tratar a pele, ela remove o pozinho com rapidez e sem irritar. Para isso, basta umedecer um pouco de algodão com o produto e aplicar sutilmente na pele com movimentos circulares. Segundo a especialista, o processo deve ser repetido até a foliã ver o rosto completamente limpo. Outra dica é usar um óleo corporal ou um demaquilante bifásico, que minimiza aderências e facilita a retirada. Mas o principal alerta é nunca esfregar a pele do corpo na hora de remover a purpurina, pois o atrito pode causar dermatites e alergias.

A recomendação da dermatologista é buscar sempre tintas próprias de maquiagem artística. Apesar da textura das tintas guache serem muito parecidas das utilizadas pelos profissionais de maquiagem artística, sua composição a torna prejudicial ao contato direto com a pele (principalmente as mucosas) por um determinado tempo, podendo causar até mesmo queimaduras se exposta ao sol. Portanto, as pessoas devem buscar produtos adequados para a pele, elaborados com a cosmética e usar a porcentagem certa de pigmentos para serem utilizados na cútis.

Como a maioria das tintas usadas para maquiagem artística são feitas à base de óleo e secam rapidamente, a pessoa pode transpirar à vontade que ela não vai sair. Por isso, quando chegar em casa no final do dia de folia, ela terá que ter paciência para retirar a tinta. Mesmo que você só tenha feito uma pintura no rosto, é muito importante que retire tudo antes de deitar, para não irritar a sua pele. Neste caso, Renata prefere demaquilantes bifásicos ou os removedores vendidos pelos próprios fabricantes de tintas especiais. Após a limpeza total da pele, também é fundamental hidratar bem, preferencialmente com produtos dermo-calmantes, que têm propriedades específicas para reduzir a vermelhidão e acalmar a pele, deixando-a revigorada para o novo dia de carnaval.

A dermatologista dá outra dica valiosa: muito cuidado quando for manusear as frutas cítricas. Em contato com o sol, podem aparecer manchas amarronzadas, vermelhas ou até bolhas em regiões como mãos, braços e face. E esse quadro, chamado de fitofotodermatose, demora a se reverter. Portanto, atenção redobrada!

Minicurrículo de Renata Bertino – Dermatologista, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, professora de Dermatologia do curso de Medicina do Campus João Uchôa e ex-aluna de Medicina da Estácio.

Últimas Notícias