O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno - Valter Campanato/Agência Brasil
O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno - Valter Campanato/Agência Brasil

Gustavo Bebianno, secretário-geral da presidência foi exonerado por Jair Bolsonaro. Bebianno até chegou a ser convidado a ocupar a diretoria de uma estatal, mas não aceitou.

O presidente da república optou por demitir Bebianno após uma reunião com outros ministros. De acordo com a reportagem do SBT, a decisão ocorreu depois que Bebianno vazou áudios privados de Bolsonaro para veículos de imprensa

A decisão será publicada no Diário Oficial da União desta próxima segunda-feira (18). 


Bebianno afirmou ainda nesta sexta que não sabia se continuaria no cargo ou não. Além disso, deixou claro que não havia nenhum tipo de crise envolvendo ele e o presidente.