Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na Casa Branca, em Washington 18/07/2018 REUTERS/Leah Millis

O presidente americano, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (4) que a paralisação parcial que afeta o governo federal pode durar anos, em forte sinalização de que, quase duas semanas depois do início do apagão, democratas e republicanos seguem longe de um acordo sobre o financiamento do muro na fronteira com o México.


Trump falou após uma reunião com democratas para tentar resolver o impasse em torno do dinheiro para a obra. Ele rejeita ratificar qualquer proposta para reabrir o governo que não contemple recursos para o muro.


Nesta sexta, ao final da reunião com Trump, o líder democrata no Senado, Chuck Schumer, afirmou que pediu ao presidente para reabrir o governo. “Ele resistiu. Na verdade, ele disse que manteria o governo fechado por um longo período de tempo, meses ou mesmo anos.”


Ao ser questionado sobre o tema mais tarde, em entrevista coletiva, Trump respondeu: “Não acho que vai, mas acho que posso falar por republicanos no Senado e republicanos na Câmara – eles querem muito ter um país seguro, ter uma fronteira que faça sentido… Eu espero que não continue por mais que alguns dias”, afirmou. “Acho que poderia abrir rapidamente.”


O republicano, porém, rejeitou reabrir o governo enquanto o financiamento ao muro não for definido.


“Nós não vamos abrir enquanto não for resolvido. Nós achamos que é um problema muito maior”, disse o presidente. “Nossa fronteira é um problema muito mais perigoso. É um problema de segurança nacional. É um problema de terrorismo.”


Segundo o presidente, muitos dos que entram pelo México são traficantes e membros de gangues, mas complementou que há “terroristas entrando pela fronteira sul porque eles acham que provavelmente é o caminho mais fácil para entrar”.


Trump também não descartou declarar uma emergência nacional para construir o muro sem a necessidade de aprovação do Congresso.
“Sim, eu tenho [poderes emergenciais]. E eu posso fazer isso, se quiser”, afirmou. “Podemos convocar uma emergência nacional. Não fizemos isso ainda. Eu posso fazer. Declaramos uma emergência nacional e construímos [o muro] rapidamente.”


Ainda assim, Trump qualificou de “muito produtivo” o encontro com Schumer e Nancy Pelosi, eleita na quinta (3) presidente da Câmara dos Deputados. Os democratas, no entanto, descreveram a reunião como contenciosa. Novas reuniões estão marcadas para este fim de semana.
O republicano, nesta sexta, disse ter orgulho do que está fazendo.

“Tenho muito orgulho de fazer o que estou fazendo. Não chamo isso de paralisação. Chamo de fazer o que você tem que fazer para benefício e segurança de nosso país.”


Ele disse ainda que a rede de segurança para os 800 mil funcionários que estão sem receber será “uma fronteira mais segura, porque nós vamos ficar seguros. “Diante de um cenário em que 800 mil funcionários estão de licença não remunerada ou sem receber, causou controvérsia a decisão do governo de aumentar em US$ 10 mil (R$ 37 mil) o salário dos integrantes de seu gabinete, do vice-presidente, Mike Pence, e de outras autoridades.


Trump afirmou que poderia pedir a eles para não aceitarem o aumento. “É algo que posso considerar.”