Netanyahu joga futebol na praia de Copacabana Foto: Folhapress/Folhapress
Netanyahu joga futebol na praia de Copacabana Foto: Folhapress/Folhapress

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, curtiu uma tarde de turista no Rio neste sábado (28).


Sem agenda oficial devido ao shabat, o dia de descanso na cultura judaica, ele aproveitou o dia para uma caminhada na praia do Leme, bairro vizinho ao hotel onde está hospedado.


Netanyahu e a mulher, Sara, deixaram o hotel por volta das 13h. Acompanhados por seguranças israelenses e agentes da Polícia Federal, caminharam pelo calçadão com destino à pedra do Leme, na ponta da praia.


No caminho, receberam apoio de algumas pessoas, atenderam a pedidos de selfies e ouviram gritos de “Free Palestina” (Palestina Livre) de um banhista.


O casal decidiu chegar à beira do mar, onde Netanyahu ensaiou uns passes com a bola de futebol de um grupo que jogava “altinha”, jogo popular nas praias do Rio, no qual o objetivo é trocar passes sem deixar a bola cair no chão.


Depois, o casal subiu ao mirante da pedra do Leme, para passear na pista que margeia a pedra. Seus seguranças tentaram fechar o acesso à área com grades de um quiosque, mas foram impedidos pelo dono do estabelecimento.


Netanyahu e Sara se sentaram em um quiosque no mirante e pediram cerveja e caipirinha e almoçaram espetinho de frango com batata frita e salada caprese. Durante a estada do quiosque, atenderam a pedidos de fotos com outros clientes. Às 15h30, deixaram o local rumo ao hotel.


Netanyahu chegou ao Rio nesta sexta-feira (28), na primeira visita de um premiê israelense em exercício ao Brasil. Ele veio a convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro, para a cerimônia de posse em Brasília, na terça-feira (1º).


Durante encontro com Bolsonaro nesta sexta, o israelense afirmou que “Israel é a Terra Prometida, e o Brasil é a terra da promessa”. Em uma sinagoga no Rio, chamou o presidente eleito de “mito”.


A visita sela um movimento de aproximação que já vinha desde a campanha de Bolsonaro. O presidente eleito prometeu transferir a embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém, seguindo os passos dos Estados Unidos.


Convidado por Netanyahu, Bolsonaro disse que pretende visitar Israel até março. O governo israelense espera conseguir apoio do Brasil para explorar reservas de gás natural no Mediterrâneo. 


Israel tem ainda interesse de abrir no Brasil mercado para tecnologias ligadas ao fornecimento de água, ao agronegócio e para segurança pública.