22.9 C
Rio de Janeiro
sábado, 20 de abril de 2019 5:2858
- Publicidade -

Liga espanhola apelará à UE se Uefa não impuser Fair Play Financeiro ao City e ao PSG

- Publicidade -

A La Liga, entidade organizadora do Campeonato Espanhol, está disposta a recorrer à União Europeia se a Uefa não impuser as regras do Fair Play Financeiro (FFP) ao Manchester City e Paris Saint-Germain, disse um porta-voz à Reuters nesta terça-feira.

Os documentos do chamado ‘Football Leaks’, que mostraram que os dois times inflaram os rendimentos com patrocínio para cumprir os requisitos, foram obtidos pela publicação alemã Der Spiegel e analisados pela Reuters em parceria com as Colaborações Investigativas Europeias, um consórcio da mídia internacional.

- Advertisement -

Os papéis, que cobrem a maior parte dos últimos 10 anos, incluem detalhes antes inéditos da investigação da Uefa sobre as finanças dos dois clubes e os termos de acordos relacionados às regras do FFP.

“Os documentos do Football Leaks parecem confirmar o que estamos dizendo há anos”, disse o porta-voz da La Liga, Joris Evers, à Reuters, acrescentando que PSG e Manchester City deveriam ser punidos.

Ele disse que sua organização não tem “plena confiança” de que a Uefa imporá as regras do FFP, acrescentando: “Caso a Uefa não aja, faremos o que dissemos antes: apresentar uma queixa às autoridades de competições da UE”.

O Manchester City e o Paris St Germain, respectivamente o campeão inglês e francês, não responderam de imediato a um pedido de comentário sobre a afirmação da La Liga.

Na semana passada o City emitiu um comunicado dizendo: “Não faremos nenhum comentário fora do contexto dos materiais supostamente copiados ou roubados do City Football Group e de funcionários do Manchester City e pessoas associadas. A tentativa de prejudicar a reputação do clube é organizada e clara”.

O PSG emitiu um comunicado na sexta-feira dizendo: “O Paris Saint-Germain sempre cumpriu plenamente as leis e regulamentos decretados por instituições esportivas”, acrescentando que nega as alegações com firmeza.

Pelas regras do FFP, os times precisam ser transparentes a respeito de suas rendas e equilibrá-las de forma geral com seus gastos. As regras foram concebidas para incentivar as equipes a viver de acordo com seus meios e evitar que os proprietários de times mais ricos esmaguem seus rivais.

A Comissão Europeia não estava disponível de imediato para comentar. Questionada pela Reuters, a Uefa se referiu a um comunicado emitido na sexta-feira no qual disse: “Não podemos comentar casos específicos devido às obrigações de confidencialidade que a Uefa precisa respeitar”.

(Reportagem adicional de Richard Martin em Milão)

Últimas Notícias

Vanderlei Luxemburgo nega acerto com Vasco da Gama: Irresponsabilidade

O ex-jogador e comentarista deu a informação sobre o acerto entre Luxemburgo e o Vasco nesta sexta-feira, 19, durante o programa Expediente Futebol, da Fox Sports.

Campello acerta com Vanderlei Luxemburgo para novo técnico do Vasco da Gama, diz Edmundo

Segundo o ex-jogador e comentarista, Alexandre Campello está acertado com Vanderlei Luxemburgo que deve ser anunciado após a partida contra o Flamengo.

Werley acredita em reação do Vasco da Gama contra o Flamengo na final do Carioca

Para o confronto com o Rubro-Negro, o Almirante espera contar com os retornos de Fernando Miguel, Leandro Castan e Rossi

Alexandre de Moraes revoga decisão que mandou site retirar notícia do ar

O Ministro revogou a decisão por entender que foi esclarecido posteriormente que o documento no qual Toffoli foi citado realmente existe.

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 60 milhões neste sábado

A quina teve 81 apostas premiadas com mais de R$ 48 mil, cada uma. As chances de acertar as seis dezenas da Mega são de mais de 50 milhões por uma

Simone e Simaria, Wesley Safadão e Marília Mendonça agitam o Altas Horas

O programa ainda conta com uma apresentação especial do espetáculo OVO, do Cirque Du Soleil