23.4 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, 24 de abril de 2019 9:1351
- Publicidade -

GM vê oportunidade de rediscussão de Rota 2030; venderá elétrico Bolt no Brasil em 2019

- Publicidade -

A General Motors avalia que o programa automotivo Rota 2030 tem uma oportunidade de ser melhorado no próximo governo, incluindo aspectos que incentivem a competitividade da indústria automotiva do Brasil.

O programa de incentivo ao setor automotivo brasileiro, que substituiu o Inovar Auto, foi aprovado por meio de uma medida provisória editada pelo presidente Michel Temer, mas sua viabilidade depende de regulamentação do Congresso até a próxima semana para não perder a validade.

- Advertisement -

“É uma oportunidade para ser melhorado. A oportunidade para o Mercosul é uma produção de 3,5 milhões de unidades este ano. No Mercosul, o mais difícil é ter essa escala, são poucos os lugares do mundo que têm essa escala”, disse o presidente da General Motors para América do Sul, Carlos Zarlenga, em entrevista durante o salão do automóvel de São Paulo.

“Então, por que os programas de investimento são destinados apenas ao Mercosul?”, questionou o executivo em um momento em que parlamentares de vários Estados travam em Brasília embates há semanas sobre benefícios fiscais a serem adotados pelo Rota 2030.

“Os custos hoje não são competitivos frente a outras regiões do mundo que disputam investimentos com o Mercosul”, disse Zarlenga. “Aprovamos um Rota que não fala nada disso. Que não fala sobre carga tributária, custo de logística, multimodalidade.”

Questionado se defende que o Rota 2030 seja rediscutido pelo próximo governo, que toma posse em 2019, Zarlenga não comentou.

Para 2019, o executivo estimou que as vendas de automóveis e comerciais leves no Mercosul somarão cerca de 2,8 milhões de unidades ante expectativa de 2,6 milhões em 2018. Desses volumes, 800 mil são vendas previstas na Argentina este ano e 650 mil a 700 mil em 2019.

CARRO ELÉTRICO

No salão, a GM anunciou que passará a vender em 2019 no Brasil o elétrico Bolt, fabricado nos Estados Unidos e que será importado para o país. Ele não revelou estimativas de vendas, mas afirmou que o preço do modelo, vendido por cerca de 35 mil dólares nos EUA, será de 175 mil reais.

O carro será o primeiro elétrico da GM vendido no mercado brasileiro e chegará no Brasil apesar das indefinições do governo brasileiro quanto a incentivos para o segmento de veículos elétricos no país.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Últimas Notícias

Confira a provável escalação do Vasco da Gama contra o Santos

Marcos Valadares agradece por chance no profissional e pede pelo apoio da torcida

Sonho do Vasco da Gama, Jorge Jesus recebeu 8 milhões de euros em seu último trabalho

O clube de São Januário ainda não formalizou uma proposta oficial mas pretende apresentar um projeto ao ex-treinador de Benfica e Sporting

Vasco da Gama quer o português Jorge Jesus como seu novo técnico

Nesta terça-feira, 23, Alexandre Faria conversou por alguns minutos por telefone com o treinador e iniciou os contatos para tentar contratá-lo.

The Noite recebe Marcelo Tas e jurados do “Batalha Makers”

Sobre os novos desafios de sua carreira, Marcelo Tas comenta sua estreia como apresentador do programa “Provocações”, na TV Cultura

‘Atentado ao Hotel Taj Mahal’ traz debate sobre intolerância religiosa

Baseado em história real, o longa conta com elenco majoritariamente indiano, incluindo o ator e diretor de Bollywood Anupam Kher

Vasco da Gama descarta Jair Ventura e Luxemburgo e busca inovação

O clube não descarta investir em um técnico estrangeiro e mapeia o mercado Sul-americano em busca de opções.

Garis do Rio de Janeiro suspendem greve

Categoria retoma atividades nesta terça-feira

Governo está negociando pontos da reforma na CCJ, diz líder

Para Joice Hasselmann, "espinha dorsal" da proposta deve ser mantida

Vasco da Gama se aproxima de Jair Ventura; Negociação envolve reforços de Carlos Leite

Empresário participa da negociação e pode trazer jogadores para o clube disputar o Brasileirão