27.4 C
Rio de Janeiro
terça-feira, 23 de abril de 2019 9:0816
- Publicidade -

Bolsonaro diz que espera aprovação de “alguma coisa” da Previdência este ano; não prevê contingenciamento para militares

- Publicidade -

O presidente eleito Jair Bolsonaro reiterou nesta terça-feira que espera que o Congresso aprove “alguma coisa” da reforma da Previdência ainda este ano, mesmo que seja apenas o possível, e afirmou que não está previsto qualquer contingenciamento de recursos para os militares em seu governo.

Ao chegar ao Ministério da Defesa para uma visita após participar de sessão solene no Congresso pelos 30 anos da Constituição, Bolsonaro disse que vai conversar sobre Previdência com o presidente Michel Temer no Palácio do Planalto, na quarta-feira, em evento para marcar o início formal da transição de governo.

- Advertisement -

“Vamos conversar com o Temer amanhã… tem que sair, gostaríamos que saísse alguma coisa. E não é o que nós queremos ou que a equipe quer, é o que conseguirmos aprovar na Câmara e no Senado”, disse Bolsonaro a repórteres após participar de sessão solene no Congresso pelos 30 anos da Constituição.

O presidente eleito afirmou ainda que, de acordo com o ministro da Economia de seu governo, Paulo Guedes, não haverá contingenciamento de recursos para os militares.

“Nada mais justo, é um reconhecimento das Forças Armadas de não contingenciar recursos que são tratados com tanto zelo por parte deles que brilhantes serviços prestam à nação, em especial nos momentos difíceis”, afirmou Bolsonaro, acrescentando que militares terão lugar de destaque em seu governo.

Bolsonaro também falou sobre o senador Magno Malta (PR-ES), um de seus aliados e que não conseguiu se reeleger. Questionado sobre a possibilidade de Malta integrar o governo, Bolsonaro disse que eles estão conversando, mas que não pode prescindir do apoio do senador.

“O que não podemos é anunciar alguém depois dizer que mudou e não é mais. O Magno Malta foi uma pessoa que pesou muito na minha campanha –antes da minha campanha– seria meu vice, ele decidiu não sê-lo e não teve lamentavelmente sucesso no Senado”, disse o presidente eleito a repórteres. “Nós não podemos prescindir do apoio dele na formação do governo”.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Últimas Notícias

Confira a provável escalação do Vasco da Gama contra o Santos

Marcos Valadares agradece por chance no profissional e pede pelo apoio da torcida

Sonho do Vasco da Gama, Jorge Jesus recebeu 8 milhões de euros em seu último trabalho

O clube de São Januário ainda não formalizou uma proposta oficial mas pretende apresentar um projeto ao ex-treinador de Benfica e Sporting

Vasco da Gama quer o português Jorge Jesus como seu novo técnico

Nesta terça-feira, 23, Alexandre Faria conversou por alguns minutos por telefone com o treinador e iniciou os contatos para tentar contratá-lo.

The Noite recebe Marcelo Tas e jurados do “Batalha Makers”

Sobre os novos desafios de sua carreira, Marcelo Tas comenta sua estreia como apresentador do programa “Provocações”, na TV Cultura

‘Atentado ao Hotel Taj Mahal’ traz debate sobre intolerância religiosa

Baseado em história real, o longa conta com elenco majoritariamente indiano, incluindo o ator e diretor de Bollywood Anupam Kher

Vasco da Gama descarta Jair Ventura e Luxemburgo e busca inovação

O clube não descarta investir em um técnico estrangeiro e mapeia o mercado Sul-americano em busca de opções.

Garis do Rio de Janeiro suspendem greve

Categoria retoma atividades nesta terça-feira

Governo está negociando pontos da reforma na CCJ, diz líder

Para Joice Hasselmann, "espinha dorsal" da proposta deve ser mantida

Vasco da Gama se aproxima de Jair Ventura; Negociação envolve reforços de Carlos Leite

Empresário participa da negociação e pode trazer jogadores para o clube disputar o Brasileirão