25 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, 26 de abril de 2019 4:5406
- Publicidade -

Grêmio pede fundamentos e monta recurso à Conmebol em ‘caso Gallardo’

- Publicidade -

O Grêmio vai recorrer da decisão do Tribunal Disciplinar da Conmebol no ‘caso Gallardo’. Nesta segunda-feira (5), os advogados gremistas pedirão os fundamentos para elaborar a peça que será entregue à Câmara de Apelações da confederação sul-americana. Mesmo assim, a final da Libertadores entre Boca Juniors e River Plate não corre risco de ser adiada.

A decisão do último sábado vedou chance de efeito suspensivo. Com isso, o Grêmio buscará pena maior a Marcelo Gallardo, treinador do River Plate, e responsabilização do clube argentino.

- Advertisement -

De acordo com o departamento jurídico do Grêmio, o pedido de acesso aos fundamentos da decisão do Tribunal Disciplinar da Conmebol será feito nesta segunda-feira. O regimento dá prazo de até sete dias para que seja feito o pedido de recurso.

Com acesso aos fundamentos, os advogados do Grêmio irão finalizar a apelação. A ideia é buscar punição ao River Plate, ainda sob argumento de que o clube ajudou Gallardo a descumprir suspensão imposta um dia antes da segunda partida da semifinal, em Porto Alegre.

Internamente, o Grêmio vê o recurso como uma forma de marcar posição. Ainda no sábado, o clube gaúcho se mostrou revoltado com a decisão da Conmebol. Aos olhos dos dirigentes, a demora entre o fim da audiência realizada na sexta-feira e a divulgação do julgado não faz sentido. Na Arena, circulou versão de que houve impasse entre os julgadores.

O grupo julgador fez uso de artigo que versa sobre ‘estabilidade das competições (Pro Competitione)’ e refutou a possibilidade de punir o River Plate. Sem sanção ao clube, o pedido do Grêmio de reversão do placar e classificação à final foi negado.

Para o Grêmio, a decisão foi tomada também por influência política. Os dirigentes gaúchos ficaram irritados com a antecipação abrupta do julgamento, de sábado para sexta-feira, e com o comunicado fora do horário de expediente e horas antes do início da audiência no Paraguai.

RELEMBRE O CASO

Na segunda-feira à noite, Marcelo Gallardo foi suspenso por uma partida, e o River Plate multado em 20 mil dólares (R$ 74,4 mil, na cotação atual) por reincidência em atraso para o segundo tempo. No dia seguinte, o treinador assistiu ao jogo contra o Grêmio em uma cabine de imprensa da Arena.

A transmissão do SporTV, contudo, flagrou o uso de um rádio comunicador para contato direto entre Gallardo e a comissão técnica do River. Além disso, o treinador foi ao vestiário visitante no intervalo para passar instruções.

Ao ver a cena, dirigentes do Grêmio denunciaram a entrada do argentino aos funcionários da Conmebol, e os mesmos aguardaram para produzir provas. Depois da partida, com a virada e classificação à final, Gallardo cometeu outra infração e deu coletiva na zona mista. Antes, o auxiliar Matías Biscay ironizou. “Talvez ele estivesse falando com sua família na Argentina”, disse, ao responder sobre o uso do rádio comunicador.

“Talvez eu tenha descumprido uma regra de não poder entrar no vestiário, porque não estava permitido. Eu reconheço e assumo (o erro), mas era o que eu precisava. O que eu sentia que tinha que fazer e não me arrependo”, afirmou Gallardo, depois do jogo.

O Grêmio pediu punição semelhante à aplicada nos casos de Chapecoense e Santos, em 2017 e 2018, respectivamente. A tese do clube gaúcho é que Marcelo Gallardo foi utilizado de forma irregular. Os dirigentes citaram os artigos 176 do Regulamento Geral de Competições da Conmebol e artigos 19, 56 e 76 do Regulamento Disciplinar.

Diante do protesto do Grêmio, e com processo aberto internamente, a Conmebol marcou audiência para sábado. Na quinta-feira à noite, a entidade antecipou a sessão e comunicou ao Grêmio por volta das 20h (Brasília). Surpreso, o clube gaúcho se desdobrou para conseguir viabilizar presença de seus advogados em Luque, no Paraguai. A previsão inicial era de anúncio no mesmo dia, mas depois houve prorrogação de prazo para sábado, 12h. O posicionamento, no entanto, saiu apenas no sábado à noite.

Últimas Notícias

Trens poderão ter que disponibilizar bagageiros

A determinação é do projeto de lei 117/19, de autoria da deputada Lucinha (PSDB), que foi aprovado pela Alerj

Presidente e diretores do Rioprevidência falam sobre operações de securitização e mais autonomia do órgão

Eles detalharam as operações de securitização de royalties do petróleo feitas entre 2013 e 2018 pelo Governo do Estado

CETC aplica 115 multas e remove 19 vans em um dia

Quatro utilitários foram removidos após denúncias no 1746

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 105 milhões neste sábado

115 pessoas acertaram a quina e irão ganhar, cada uma, mais de R$ 55 mil

Escolas da Prefeitura do Rio recebem medalhistas olímpicos, para palestras e oficinas

Arnaldo Oliveira, André Domingos e Thaissa Barbosa Presti são os campeões que estarão com os alunos pelo Programa Heróis Olímpicos CAIXA

Brasil não pode fazer reforma ‘meia-boca’, afirma Bolsonaro

Presidente disse que a Câmara dos Deputados é soberana para fazer alterações, mas que espera que proposta não seja desidratada

Jair Bolsonaro extingue o horário de verão

A decisão extingue o horário de verão por tempo indeterminado e não apenas para 2019

Kygo e Rita Ora estreiam novo single e clipe para “Carry On”

Música faz parte da trilha sonora do filme Pokémon: Detetive Pikachu