Fora da partida contra o São Paulo por ainda estar se recuperando de uma lesão no joelho direito, o goleiro Diego Alves fez questão de assistir ao jogo do Flamengo neste domingo. Em seu Instagram, ele postou o vídeo do gol de empate de Rodinei e vibrou.

No Morumbi (SP), porém, Dorival Júnior e diretoria preferiram não tocar na polêmica em que o arqueiro se envolveu com o treinador durante a semana, quando tiveram uma forte discussão e precisaram ser separados.

Questionado sobre o assunto, o técnico disse que o caso está sendo resolvido internamente.

“É difícil falar alguma coisa a respeito. Estamos tratando internamente e as pessoas que estão lá dentro sabem tudo o que se passou”, disse Dorival.

A mesma abordagem foi feita pelos jornalistas para o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, e para outros integrantes do departamento de futebol, mas as respostas tiveram o mesmo tom.

Após o episódio da discussão, Diego Alves teve seu tratamento da lesão marcado para a tarde da última sexta-feira, mas o goleiro surpreendeu e apareceu no Ninho do Urubu pela manhã, no mesmo horário do treino do restante do elenco. Em nota oficial, ele negou que tenha descumprido uma ordem, alegando que em nenhum momento o clube colocou que ele estava proibido de comparecer ao centro de treinamento em turnos diferentes.

Capitão da equipe, o zagueiro Réver revelou que Diego Alves está abalado com toda a situação.

Estes episódios foram, provavelmente, os últimos atos do camisa 1 pelo Flamengo, já que desde o início da polêmica já estava definido que ele não jogaria mais pelo clube na atual temporada.

Diego Alves está entre os maiores salários do elenco rubro-negro e ainda possui mercado fora do país. A tendência é a de que ele não cumpra o contrato até 31 de dezembro de 2020 e seja negociado.