23.4 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, 24 de abril de 2019 9:2919
- Publicidade -

Conmebol nega pedido do Grêmio e mantém River Plate na final da Libertadores

- Publicidade -

A Comissão Disciplinar da Conmebol não atendeu o pedido do Grêmio e manteve a vitória do River Plate por 2 a 1 no jogo de volta da semifinal da Libertadores.

Neste sábado (3), o órgão definiu multa de 50 mil dólares (R$ 184,7 mil na cotação atual) e três jogos de suspensão a Marcelo Gallardo, treinador que não cumpriu suspensão no segundo jogo da semifinal, em Porto Alegre.

Gallardo ainda foi punido com proibição de ir ao primeiro jogo da final da Libertadores, no próximo dia 10. O River Plate não foi sancionado no caso. A decisão informa que cabe recurso na Câmara de Apelações da Conmebol, mas sem efeito suspensivo.

- Advertisement -

A decisão se arrastou pelo sábado e gerou ansiedade no Grêmio. O prazo inicial era de divulgação até às 12h (Brasília), mas superado o horário sequer houve aviso da Conmebol sobre nova estimativa. À noite, o Grêmio foi informado da sentença e, pouco depois da entendida sul-americana, tornou oficial.

Com a decisão, a entidade também confirma a final entre Boca e River Plate. A primeira partida será disputada na Bombonera. O segundo jogo, no Monumental de Nuñez, acontece em 24 de novembro.

Os incidentes do duelo da última terça na Arena do Grêmio foram analisados em reunião no início da tarde desta sexta (2) em Luque, no Paraguai. O Grêmio esteve presente com seis advogados do clube e mais um profissional uruguaio contratado exclusivamente para o caso. O River Plate se defendeu através de videoconferência.

Dos três julgadores aptos a participar do encontro, apenas o presidente da Comissão, Eduardo Gross Brown, esteve presente. A venezuelana Amarilis Belisario e o chileno Cristóbal Valdéz participaram através de videoconferência.

Ao deixar o encontro, o advogado gremista Leonardo Lamachia se mostrava otimista e crente na reversão do resultado. No entanto, não foi o que ocorreu.

Ainda durante a tarde, a informação que colocava o River Plate na decisão foi veiculada pelo canal de televisão argentino Tyc Sports. A confirmação da Conmebol ocorreu no início da noite.

O Grêmio ainda poderá entrar com recurso, mas não é certo que o fará. Não há previsão de efeito suspensivo que paralisasse a Libertadores, segundo informação da reportagem. Dessa forma, a tentativa não teria efeito prático a partir do início da final, cujo jogo de ida aponta para o dia 10 de novembro.

ENTENDA O CASO

Na segunda-feira à noite, Marcelo Gallardo foi suspenso por uma partida, e o River Plate multado em 20 mil dólares (R$ 74,4 mil, na cotação atual) por reincidência em atraso para o segundo tempo. No dia seguinte, o treinador assistiu ao jogo contra o Grêmio em uma cabine de imprensa da Arena.

A transmissão do Sportv, contudo, flagrou o uso de um rádio comunicador para contato direto entre Gallardo e a comissão técnica do River. Além disso, o treinador foi ao vestiário visitante no intervalo para passar instruções.

Ao ver a cena, dirigentes do Grêmio denunciaram a entrada do argentino aos funcionários da Conmebol, e os mesmos aguardaram para produzir provas. Depois da partida, com a virada e classificação à final, Gallardo cometeu outra infração e deu coletiva na zona mista. Antes, o auxiliar Matías Biscay ironizou. “Talvez ele estivesse falando com sua família na Argentina”, disse, ao responder sobre o uso do rádio comunicador.

“Talvez eu tenha descumprido uma regra de não poder entrar no vestiário, porque não estava permitido. Eu reconheço e assumo (o erro), mas era o que eu precisava. O que eu sentia que tinha que fazer e não me arrependo”, afirmou Gallardo, depois do jogo.

O Grêmio pediu punição semelhante à aplicada nos casos de Chapecoense e Santos, em 2017 e 2018, respectivamente. A tese do clube gaúcho é que Marcelo Gallardo foi utilizado de forma irregular. Os dirigentes citaram os artigos 176 do Regulamento Geral de Competições da Conmebol e artigos 19, 56 e 76 do Regulamento Disciplinar.

Últimas Notícias

Confira a provável escalação do Vasco da Gama contra o Santos

Marcos Valadares agradece por chance no profissional e pede pelo apoio da torcida

Sonho do Vasco da Gama, Jorge Jesus recebeu 8 milhões de euros em seu último trabalho

O clube de São Januário ainda não formalizou uma proposta oficial mas pretende apresentar um projeto ao ex-treinador de Benfica e Sporting

Vasco da Gama quer o português Jorge Jesus como seu novo técnico

Nesta terça-feira, 23, Alexandre Faria conversou por alguns minutos por telefone com o treinador e iniciou os contatos para tentar contratá-lo.

The Noite recebe Marcelo Tas e jurados do “Batalha Makers”

Sobre os novos desafios de sua carreira, Marcelo Tas comenta sua estreia como apresentador do programa “Provocações”, na TV Cultura

‘Atentado ao Hotel Taj Mahal’ traz debate sobre intolerância religiosa

Baseado em história real, o longa conta com elenco majoritariamente indiano, incluindo o ator e diretor de Bollywood Anupam Kher

Vasco da Gama descarta Jair Ventura e Luxemburgo e busca inovação

O clube não descarta investir em um técnico estrangeiro e mapeia o mercado Sul-americano em busca de opções.

Garis do Rio de Janeiro suspendem greve

Categoria retoma atividades nesta terça-feira

Governo está negociando pontos da reforma na CCJ, diz líder

Para Joice Hasselmann, "espinha dorsal" da proposta deve ser mantida

Vasco da Gama se aproxima de Jair Ventura; Negociação envolve reforços de Carlos Leite

Empresário participa da negociação e pode trazer jogadores para o clube disputar o Brasileirão