27.4 C
Rio de Janeiro
terça-feira, 23 de abril de 2019 9:3329
- Publicidade -

Bolsonaro vai prejudicar imagem do Brasil no exterior, diz FHC

- Publicidade -

Em evento em Lisboa, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) disse achar que o futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL) deve ser prejudicial à imagem do Brasil no exterior.

“Será um impacto, no meu modo de ver, negativo. Ele disse que o Mercosul não é prioridade, o que abala a relação do Brasil com parceiros do Sul. Foi dito que, eventualmente, o Brasil poderia cortar relações com certos países”, enumerou.

- Advertisement -

“Se formos por esse caminho, vamos levar o Brasil para uma posição como se fosse os Estados Unidos, mas sem ser os Estados Unidos. Nós não temos esta possibilidade. A China é nosso maior parceiro comercial e, se o Brasil tomar certas medidas, eles vão reagir”, previu o tucano.

As declarações foram feitas em Lisboa, durante o evento Fronteiras XXI, promovido pela Fundação Francisco Manuel dos Santos e a emissora RTP 3. O programa, transmitido pela TV e na internet, vai ao ar no próximo dia 7.

FHC destacou ainda seu próprio desconhecimento quanto ao presidente eleito.

“Parece que [Jair Bolsonaro] foi parlamentar por 27 anos. Eu fui presidente durante oito, fui ministro durante dois, fui senador por mais não sei quanto tempo e não o conheço. Nunca o vi ou ouvi. Ouvi só agora, recentemente. Não tenho conhecimento pessoal para julgá-lo”, disse.

Apesar do discurso de tom autoritário do capitão reformado, FHC diz que o Brasil não vai se tornar uma ditadura.

“O Congresso é forte, os tribunais são fortes. As Forças Armadas são bastante treinadas no sentimento democrático e de respeito à Constituição”, avaliou.

Em conversa com a Folha de S.Paulo após o evento, o tucano afirmou que o mundo ocidental vive uma onda de conservadorismo, mas que ainda é cedo para dizer se Bolsonaro faz parte da extrema-direita.

“Eu quero ver o que ele vai fazer. Uma coisa é o que as pessoas dizem na campanha, outra coisa é o que fazem. Se for [extrema-direita], contará com a minha oposição”, considerou.

Em reflexão sobre sua própria sigla após as eleições, o ex-presidente afirmou que, “como a maior parte dos partidos, o PSDB sai bastante atingido, com menos força do que tinha antes, talvez até mesmo fragmentado”.

Últimas Notícias

Confira a provável escalação do Vasco da Gama contra o Santos

Marcos Valadares agradece por chance no profissional e pede pelo apoio da torcida

Sonho do Vasco da Gama, Jorge Jesus recebeu 8 milhões de euros em seu último trabalho

O clube de São Januário ainda não formalizou uma proposta oficial mas pretende apresentar um projeto ao ex-treinador de Benfica e Sporting

Vasco da Gama quer o português Jorge Jesus como seu novo técnico

Nesta terça-feira, 23, Alexandre Faria conversou por alguns minutos por telefone com o treinador e iniciou os contatos para tentar contratá-lo.

The Noite recebe Marcelo Tas e jurados do “Batalha Makers”

Sobre os novos desafios de sua carreira, Marcelo Tas comenta sua estreia como apresentador do programa “Provocações”, na TV Cultura

‘Atentado ao Hotel Taj Mahal’ traz debate sobre intolerância religiosa

Baseado em história real, o longa conta com elenco majoritariamente indiano, incluindo o ator e diretor de Bollywood Anupam Kher

Vasco da Gama descarta Jair Ventura e Luxemburgo e busca inovação

O clube não descarta investir em um técnico estrangeiro e mapeia o mercado Sul-americano em busca de opções.

Garis do Rio de Janeiro suspendem greve

Categoria retoma atividades nesta terça-feira

Governo está negociando pontos da reforma na CCJ, diz líder

Para Joice Hasselmann, "espinha dorsal" da proposta deve ser mantida

Vasco da Gama se aproxima de Jair Ventura; Negociação envolve reforços de Carlos Leite

Empresário participa da negociação e pode trazer jogadores para o clube disputar o Brasileirão