24.9 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, 19 de abril de 2019 10:0953
- Publicidade -

Líder, Jair Bolsonaro tem trajetória controvertida

- Publicidade -

Desde o período pré-eleitoral, sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa, o mestre em saltos da brigada paraquedista do Exército, Jair Messias Bolsonaro, candidato da coligação PSL-PRTB, liderou todas as pesquisas de intenções de voto para a Presidência da República.

Jair Bolsonaro

- Advertisement -

Com apoio até de defensores da monarquia, o capitão da reserva, nascido em Campinas (SP) há 63 anos, fez uma campanha popular, que reuniu grandes grupos de simpatizantes nas ruas, mas também foi alvo de muitas críticas e contraofensivas.

Ocupando o espaço de principal rival do PT, Bolsonaro firmou-se como defensor de propostas que se enquadram no arco da extrema-direita e nunca se intimidou com os limites impostos pelo politicamente correto. Sua trajetória parlamentar é marcada pela virulência de seus discursos – que ele considera como livre opinião, protegida pela imunidade parlamentar.

Jair Bolsonaro

Fez, por exemplo, declarações consideradas ofensivas e discriminatórias contra negros e quilombolas. Em 11 de setembro, o STF julgou Bolsonaro por acusação de racismo – inocentando-o por um placar de 3 a 2 na Primeira Turma. Publicamente, se opôs às ações afirmativas, como a adoção de cotas étnicas para o ensino superior.

Demonstrou também ser contrário às leis de proteção ao público LGBT. Como deputado, combateu sem trégua, em 2011, quando Fernando Haddad (PT) era ministro da Educação, o que chamou de “kit gay” – um material didático contra homofobia que seria distribuído pelo governo para as escolas públicas.

Bolsonaro sempre se insurgiu ainda contra a proteção que os direitos humanos conferem aos que estão sob custódia do Estado. Já disse ser a favor da pena de morte e contra o Estatuto do Desarmamento. Condena a descriminalização das drogas e quer que o cidadão comum possa se armar, em legítima defesa, contra ação de bandidos. Esse foi o seu principal recado aos eleitores na área de segurança.

Mulheres

Com o sucesso de suas propostas e de sua pregação, Bolsonaro virou um fenômeno de massa, mas encontrou resistência, segundo demonstraram as pesquisas de opinião, no eleitorado feminino. Ele afirmou considerar questão de mercado a diferença salarial entre homens e mulheres – posição da qual mais tarde recuou.

O candidato já foi condenado no Superior Tribunal de Justiça (STJ) por apologia ao estupro. Em 2014, da tribuna da Câmara, ele disse à colega deputada Maria do Rosário (PT-RS) que ela não merecia ser estuprada. Ele recorreu e o caso aguarda julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF).

Últimas Notícias

Alexandre de Moraes revoga decisão que mandou site retirar notícia do ar

O Ministro revogou a decisão por entender que foi esclarecido posteriormente que o documento no qual Toffoli foi citado realmente existe.

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 60 milhões neste sábado

A quina teve 81 apostas premiadas com mais de R$ 48 mil, cada uma. As chances de acertar as seis dezenas da Mega são de mais de 50 milhões por uma

Simone e Simaria, Wesley Safadão e Marília Mendonça agitam o Altas Horas

O programa ainda conta com uma apresentação especial do espetáculo OVO, do Cirque Du Soleil

Terceira temporada de ‘Sob Pressão’ tem novidades no cenário

Julio Andrade, o intérprete do Dr. Evandro, integra a equipe de direção e participa da realização de episódio filmado inteiro em plano sequência

Linha Amarela receberá 930 mil veículos na Semana Santa

Via expressa terá equipes de prontidão para serviços de drenagem e eliminação de bolsões d’água em caso de chuva

Bolsonaro diz que Exército sempre esteve ao lado da vontade nacional

Disse ainda que precisa da mídia para que "a democracia não se apague"

IZA lança clipe do novo single “Brisa”

Inspirada no universo dos musicais, a narrativa do curta mistura muita dança ao ritmo caribenho da canção