28.1 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, 25 de abril de 2019 8:5954
- Publicidade -

Saiba como proteger seu animal de estimação dos fogos de artifício no Réveillon

- Publicidade -

Os estrondos e clarões produzidos pelos fogos de artifício costumam apavorar cães e gatos, podendo até mesmo levá-los ao óbito. As festas de fim de ano, por conta da tradição de queima de fogos, são um período especialmente difícil para os bichinhos, porque muitas vezes os donos não estão em casa para socorrê-los.

Pensando nisso, a Subsecretaria de Bem-Estar Animal listou os cuidados que os tutores de cães e gatos devem ter para proporcionar uma noite mais tranquila aos animais de estimação.

- Advertisement -

De acordo com a subsecretária Suzane Rizzo, o ideal é condicionar o animal desde pequeno para que ele se acostume com o barulho dos fogos de artifício. Mas, caso seu amiguinho já seja adulto e tenha desenvolvido esta fobia, o primeiro passo é identificá-lo; assim, em caso de fuga, ele poderá ser encontrado.

“Durante o momento dos fogos o tutor não deve colocar o animal no colo ou ficar em pânico. Outra coisa importante é fechar portas, janelas e ter certeza de que ele não poderá pular de algum lugar alto, evitando o risco de morte”, aconselha.

Segundo Suzane, que é médica veterinária, é recomendável que os animais não fiquem no quintal. Ao contrário, o ideal é deixá-los em locais com o cheiro do dono – o quarto, por exemplo – e deixar que ele escolha o seu esconderijo preferido, onde se sinta mais seguro.

Ela afirma também que, no momento em que começarem os fogos, é preciso mostrar que tudo está normal. Brincar, dar petiscos, pegar o brinquedo preferido, oferecer alegria e não mostrar sentimento de medo, pois isso irá piorar a situação.

Outro fator importante é não usar medicação sem a prescrição do veterinário, pois isso pode deixar o animal ainda mais nervoso. Além disso, a subsecretária destaca que, dependendo do comportamento do animal, oferecer um remédio e deixá-lo sozinho pode ser perigoso.

“Ele pode ficar confuso e acabar se machucando, caindo ou batendo em alguma coisa”, explica.

No caso de animais muito agitados que vão precisar ficar sozinhos, é recomendado buscar um hotel de animais. Se você for passar a noite na casa de amigos, o ideal é levar a caixa de transporte dele e colocá-la em um cantinho escuro com um paninho em cima, pois os bichinhos se sentem mais seguros no escuro.

“Evite oferecer muita comida neste dia. Caso ele coma muito, pode ter uma torção gástrica no momento da agitação e isso pode ser fatal. Ofereça comidas leves e em pouca quantidade”, alerta a subsecretária.

Últimas Notícias

Trens poderão ter que disponibilizar bagageiros

A determinação é do projeto de lei 117/19, de autoria da deputada Lucinha (PSDB), que foi aprovado pela Alerj

Presidente e diretores do Rioprevidência falam sobre operações de securitização e mais autonomia do órgão

Eles detalharam as operações de securitização de royalties do petróleo feitas entre 2013 e 2018 pelo Governo do Estado

CETC aplica 115 multas e remove 19 vans em um dia

Quatro utilitários foram removidos após denúncias no 1746

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 105 milhões neste sábado

115 pessoas acertaram a quina e irão ganhar, cada uma, mais de R$ 55 mil

Escolas da Prefeitura do Rio recebem medalhistas olímpicos, para palestras e oficinas

Arnaldo Oliveira, André Domingos e Thaissa Barbosa Presti são os campeões que estarão com os alunos pelo Programa Heróis Olímpicos CAIXA

Brasil não pode fazer reforma ‘meia-boca’, afirma Bolsonaro

Presidente disse que a Câmara dos Deputados é soberana para fazer alterações, mas que espera que proposta não seja desidratada

Jair Bolsonaro extingue o horário de verão

A decisão extingue o horário de verão por tempo indeterminado e não apenas para 2019

Kygo e Rita Ora estreiam novo single e clipe para “Carry On”

Música faz parte da trilha sonora do filme Pokémon: Detetive Pikachu