26.9 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, 24 de abril de 2019 9:4340
- Publicidade -

Mudanças climáticas farão com que furacões fiquem mais intensos

- Publicidade -

Paris (AFP) – Furacões como o Irma, que atingiu o Caribe nesta quarta-feira, se alimentam da energia que os oceanos desprendem e, por isso, com o aumento das temperaturas, os cientistas acreditam que sua intensidade aumentará, mas sua frequência não.

– Século XX: incertezas –

- Advertisement -

Devido à falta de dados de satélites em escala planetária anteriores a 1970, é impossível saber como a atividade ciclônica evoluiu no século XX. Antes da instalação de um acompanhamento completo por satélite, até mesmo ciclones muito intensos passavam despercebidos se não tocassem terra, por exemplo.

No Atlântico norte, há cerca de 20 anos foi constatado um aumento da frequência dos ciclones, ao contrário de entre 1970 e 1995, segundo Franck Roux, da Universidade Paul-Sebatier de Toulouse (sudoeste da França).

Nesta região, os pesquisadores notaram que a atividade ciclônica segue ciclos de dezenas de anos e consideram que ainda não é possível dizer se o aumento do número de ciclones na zona se deve a uma variabilidade natural ou às mudanças climáticas.

No noroeste do Pacífico houve uma leve diminuição da atividade ciclônica entre 1980 e 2010.

– Século XXI: mais intensidade –

Furacão Irma – Foto: AFP / Gustavo IZUS

Os modelos informáticos que simulam o clima do século XXI revelam um possível aumento da intensidade dos ciclones (ventos e chuvas), e uma possível redução da sua frequência no planeta.

“Os ciclones com uma intensidade maior são uma das consequências esperadas das mudanças climáticas”, explica Valérie Masson-Delmotte, membro do GIEC, grupo de referência sobre o clima em nível mundial.

“Quanto maior a temperatura da água e o nível de umidade, maior pode ser a intensidade do ciclone. E estes dois elementos são mais intensos devido ao aumento do efeito estufa”, explica a climatologista. “Consideramos que há 7% de umidade a mais na atmosfera para cada grau de aquecimento”, diz.

– Nível do mar: ainda mais alto –

Ciclones no Atlântico – Foto: AFP / Anella RETA

O aumento do nível dos oceanos é um dos sinais do aquecimento do planeta.

Esta subida, variável segundo as regiões do globo, foi em média de 20 cm no século XX e poderia chegar a quase um metro em 2100.

Ao mesmo tempo, os ciclones também produzem ondas que geram marés de tempestade.

Os dois efeitos combinados contribuirão para colocar em risco mais populações e construções costeiras.

– Rumo a um deslocamento dos ciclones –

Vários estudos mostram, segundo o Météo France (serviço meteorológico da França), que “a latitude na que os ciclones alcançam sua intensidade máxima se deslocou em direção aos polos durante os últimos 35 anos, nos dois hemisférios”.

Isto poderia estar relacionado com a expansão do cinturão tropical, ou seja, das zonas do equador terrestre onde reina um clima quente e úmido.

“Lugares que estão mais habituados e mais bem preparados para os ciclones poderiam estar menos expostos e outros, menos preparados, poderiam estar mais”, segundo James Kossin, da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (Noaa).

Últimas Notícias

STJ nega absolvição, mas reduz pena de Lula no caso do triplex do Guarujá

Com a decisão, dependendo das circunstâncias, Lula poderá sair da cadeia e progredir para o regime semiaberto ainda em setembro deste ano

Emprego fica negativo em março; resultado anual ainda é positivo

Acumulado de 2019 registra a criação de mais de 179 mil postos de trabalho com carteira assinada

Em nova sessão tumultuada, CCJ aprova parecer da reforma Previdência

Próxima etapa da tramitação será na Comissão Especial, formada por deputados para discutir o mérito da proposta

Confira a provável escalação do Vasco da Gama contra o Santos

Marcos Valadares agradece por chance no profissional e pede pelo apoio da torcida

Sonho do Vasco da Gama, Jorge Jesus recebeu 8 milhões de euros em seu último trabalho

O clube de São Januário ainda não formalizou uma proposta oficial mas pretende apresentar um projeto ao ex-treinador de Benfica e Sporting

Vasco da Gama quer o português Jorge Jesus como seu novo técnico

Nesta terça-feira, 23, Alexandre Faria conversou por alguns minutos por telefone com o treinador e iniciou os contatos para tentar contratá-lo.

The Noite recebe Marcelo Tas e jurados do “Batalha Makers”

Sobre os novos desafios de sua carreira, Marcelo Tas comenta sua estreia como apresentador do programa “Provocações”, na TV Cultura

‘Atentado ao Hotel Taj Mahal’ traz debate sobre intolerância religiosa

Baseado em história real, o longa conta com elenco majoritariamente indiano, incluindo o ator e diretor de Bollywood Anupam Kher

Vasco da Gama descarta Jair Ventura e Luxemburgo e busca inovação

O clube não descarta investir em um técnico estrangeiro e mapeia o mercado Sul-americano em busca de opções.