24 C
Rio de Janeiro
domingo, setembro 27, 2020
- Publicidade -

Furacão Laura atinge a cidade de Lake Charles, Louisiana

- Publicidade -
- Publicidade -

O furacão Laura chegou a Louisiana, nesta quinta-feira (27), destruindo edifícios em cidades pequenas do extremo sudoeste do estado norte-americano e matando quatro pessoas atingidas por quedas de árvores sobre suas casas, informaram autoridades. Os danos provocados até agora, no entanto, são menores do que os meteorologistas haviam previsto.

Uma adolescente de 14 anos de Leesvile, que morreu quando uma árvore caiu sobre sua casa, foi uma das vítimas do furacão, disse uma porta-voz do governador John Bel Edwards.

Posteriormente o governador disse, em uma entrevista coletiva, que mais três pessoas morreram quando suas casas também foram atingidas por árvores.

Uma usina química pegou fogo, após a passagem do Laura por Westlake, situada 6,4 quilômetros a oeste de Lake Charles, em Louisiana, lançando uma coluna de fumaça negra e espessa no céu da paisagem assolada por ventos perto da rodovia interestadual 10.

- Publicidade -

Edwards orientou os moradores da área a se abrigarem, fechar portas e janelas e desligar aparelhos de ar condicionado. O tráfego foi interrompido na rodovia interestadual e na rodovia 90.

“Fiquem em casa e aguardem orientações adicionais das autoridades locais”, tuitou Edwards.

Moradores de Lake Charles ouviram os ventos do Laura uivando e o som de vidro partido à medida que a tempestade atravessava a cidade de 78 mil habitantes, com ventos de 137 quilômetros por hora (km/h) e rajadas de 206 km/h, uma hora após a chegada do furacão ao continente.

Tropas da Guarda Nacional retiraram destroços de estradas de Lake Charles na manhã desta quinta-feira. Havia linhas de transmissão caídas nas ruas ao redor da cidade, e os ventos viraram alguns caminhões semirreboque.

Na pequena cidade de Starks, cerca de 40 quilômetros ao noroeste de Lake Charles, pinheiros espalhados por estradas e casas eram o maior desafio para a limpeza local.

Categoria

De acordo com o Centro Nacional de Furacões (NHC), o Laura tocou o solo pouco antes da 1h, como uma tempestade de categoria 4, com ventos de 240 km/h na pequena cidade de Cameron, em Louisiana.

Ele regrediu rapidamente para uma tempestade de categoria 1 na manhã desta quinta-feira, com ventos contínuos máximos de 120 km/h, e desde então se tornou uma tempestades tropical.

O NHC alertou para uma elevação persistente do nível das águas ao longo da Costa do Golfo dos EUA enquanto o Laura estiver rumando para o Norte e o Nordeste.

Pete Gaynor, administrador da Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (Fema), disse à rede Fox News que a agência fará avaliações de danos de tempestade nesta quinta-feira e que tem recursos para reagir à tempestade agora, acrescentando que espera ver danos consideráveis dos ventos e estragos em edifícios

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

Coronavírus: Rio de Janeiro tem 18.247 óbitos e 259.670 casos confirmados no RJ

Há ainda 503 óbitos em investigação e 364 foram descartados. Entre os casos confirmados, 237.024 pacientes se recuperaram da doença.

Renault Sandero é o veículo usado mais negociado na web em agosto

Modelo da fabricante francesa assume a primeira posição dos mais vendidos na plataforma e passa a ser o segundo mais vendido no ranking deste ano

Planeta Atlântida não irá acontecer em 2021

Decisão, comunicada nesta quinta-feira (24), tem o objetivo de preservar a segurança do público, das equipes, dos artistas e dos parceiros do festival devido à pandemia
- Publicidade -