19 C
Rio de Janeiro
terça-feira, setembro 22, 2020
- Publicidade -

Um imperativo para milhões, o zoom tem um lado sombrio – e um aviso do FBI

- Publicidade -
- Publicidade -

                                                       O zoom é muito popular, mas agora está sendo examinado por questões de segurança e privacidade.                                                                            Olivier Douliery / AFP via Getty Images                                                       ocultar legenda                          alternar legenda                            Olivier Douliery / AFP via Getty Images                                 O zoom é muito popular, mas agora está sendo examinado por questões de segurança e privacidade.                                   Olivier Douliery / AFP via Getty Images                                   Atualizado às 11h22 (horário de Brasília), ET Dennis Johnson foi vítima na semana passada de uma nova forma de assédio conhecida como “Zoombombing”, na qual intrusos sequestram videochamadas e publicam discurso de ódio e imagens ofensivas, como pornografia. É um fenômeno tão alarmante que o FBI emitiu um aviso sobre o uso do Zoom. Como muitas pessoas hoje em dia, Johnson está fazendo muitas coisas pela Internet que normalmente faria pessoalmente. Na semana passada, ele defendeu sua tese de doutorado em uma videoconferência Zoom. Ele tem uma grande audiência – ele estimou que eram cerca de 40 pessoas, incluindo “meus amigos mais próximos, família e colegas de classe e meu comitê de dissertação” na Universidade Estadual da Califórnia, Long Beach, disse ele.                                                                    Johnson é o primeiro membro de sua família a se formar na faculdade, sem falar em um doutorado. Ele queria compartilhar o momento com eles. Ele disse que estava no meio da apresentação quando alguém começou a desenhar genitália masculina na tela. No início, disse Johnson, ele não tinha certeza do que estava acontecendo. “Eu sou como, ‘Whoa!’ E então eu congelo, e todo mundo que está assistindo a tela congela “, disse ele. Ficou pior. O atacante rabiscou uma ofensa racial que todos na chamada de Zoom podiam ver.                                                                    Johnson ficou horrorizado. Os organizadores bloquearam a tela de todos até que pudessem remover o invasor da reunião. Mas, disse Johnson, eles não foram capazes de identificar essa pessoa. Embora estivesse abalado, Johnson conseguiu terminar sua apresentação. Mas o que deveria ter sido uma celebração triunfante foi arruinado. “No momento em que eles [told] me dão ‘Parabéns, Dr. Dennis Johnson’, e tudo acaba e eu saio da reunião do Zoom, tudo começa”, disse ele. “Eu não conseguia nem me comunicar. Eu tinha que sair [of] da minha casa … eu não queria conversar ou ver ninguém.” Os zoombombers interromperam uma reunião de Alcoólicos Anônimos em Nova York, escola dominical no Texas, aulas on-line na Universidade do Sul da Califórnia e uma reunião na cidade em Kalamazoo, Michigan.                                                                    Com escolas fechadas e milhões de pessoas trabalhando em casa, o Zoom se tornou extremamente popular. A empresa disse que 200 milhões de pessoas usam o aplicativo diariamente em março, contra apenas 10 milhões em dezembro. Mas essa popularidade recém-descoberta está trazendo um novo escrutínio. O FBI está alertando as escolas, em particular, para que tomem cuidado. “O FBI recebeu vários relatos de conferências sendo interrompidas por imagens pornográficas e / ou de ódio e linguagem ameaçadora”, disse o escritório da agência em Boston nesta semana.        Como as preocupações surgiram, a Zoom trabalhou para resolvê-las. Ele publicou um guia no mês passado sobre como os usuários podem proteger as reuniões. Ele também alterou as configurações das contas usadas nas escolas e universidades para tornar suas reuniões mais privadas por padrão. A procuradora-geral de Nova York, Letitia James, enviou uma carta a Zoom perguntando sobre suas proteções de segurança e privacidade. “As coisas que você gostaria de ter em um aplicativo de bate-papo e vídeo – criptografia forte, controles de privacidade fortes e segurança forte – parecem estar completamente ausentes”, disse Patrick Wardle, pesquisador de segurança que trabalhou anteriormente na Agência de Segurança Nacional.        Ele e outros pesquisadores descobriram falhas no software de Zoom que poderiam permitir que hackers espiassem a webcam ou o microfone de um computador. Zoom diz que lançou correções para esses problemas na quarta-feira. O site Motherboard descobriu que o Zoom estava compartilhando dados com o Facebook, mesmo dados de pessoas que não são usuários do Facebook. Zoom diz que foi um erro e que parou de compartilhar esses dados em março, mas agora está enfrentando uma ação coletiva. Wardle diz que o Zoom pode ser fácil de usar, mas ele desconfia de seu histórico.                                                                    “Este produto foi projetado para priorizar outras coisas além de privacidade e segurança”, disse ele. Eric Yuan, CEO da Zoom, disse em um blog na quarta-feira que a empresa está congelando o trabalho em novos recursos para se concentrar em corrigir seus problemas de privacidade e segurança. “Reconhecemos que não atingimos as expectativas de privacidade e segurança da comunidade – e a nossa -“, escreveu ele. “Por isso, sinto muito, e quero compartilhar o que estamos fazendo sobre isso.” Nota do editor: Zoom está entre os patrocinadores da NPR.

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

Com 100 capítulos exibidos, novela “Jesus” é a atração mais vista da televisão argentina durante os seis meses de quarentena

A novela "Jesús" (Jesus) completou 100 capítulos exibidos no canal Telefé e foi confirmada como a maior audiência da televisão argentina durante...

Confira as atrações do Operação Mesquita para esta terça e quarta-feira

No 'Operação Mesquita' desta terça-feira, 22 de setembro, Mesquita confere uma incrível coleção de caminhões FNM restaurados e se impressiona com...

Audiências da Record TV na segunda-feira, dia 21/09

Audiências de segunda-feira, 21/09Com Prova de Fogo, A Fazenda atinge média 11 e mantém vice-liderança isolada com vantagem de...

‘Os desertos de Laíde’, sobre mães negras que perderam filhos, terá exibição ao vivo nas redes sociais do Sesc RJ

Trilha sonora rendeu à diretora musical Dai Ramos a indicação ao Prêmio Shell 2009

Mesmo fechado e sem previsão de reabertura, Museu de Arte do Rio apresenta duas exposições inéditas

A mostra coletiva "Casa Carioca", com mais de 600 itens, e a individual "Aline Motta: memória, viagem e água" poderão ser visitadas gratuitamente, em datas e horários específicos. Inscrições serão feitas no site do MAR

Secretário-geral da ONU pede acordo global contra desigualdades

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António...

Mercado Extra inaugura hoje oito unidades no Rio de Janeiro

Remodelação das lojas demandou investimento de aproximadamente R$ 8 milhões e abrange Rio e Grande Rio 

Deputado Jair Bittencourt pede que barcas retomem horários de antes da pandemia

Vice-presidente da Alerj cobra fiscalização nas barcas de Niterói e Paquetá

Com 100 capítulos exibidos, novela “Jesus” é a atração mais vista da televisão argentina durante os seis meses de quarentena

A novela "Jesús" (Jesus) completou 100 capítulos exibidos no canal Telefé...

Confira as atrações do Operação Mesquita para esta terça e quarta-feira

No 'Operação Mesquita' desta terça-feira, 22 de setembro, Mesquita confere uma...

Zé Felipe e o humorista Rudy Landucci são os convidados do Programa do Ratinho

No Programa do Ratinho de hoje, 22 de setembro, a partir...

Sábado Animado exibe “Scooby-Doo e A Lenda do Vampiro”

O Sábado Animado de 26 de setembro exibe "Scooby-Doo e A Lenda do...
- Publicidade -