23.6 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, outubro 19, 2020
- Publicidade -

Iniciativa Redes Cordiais adere ao Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020

- Publicidade -
- Publicidade -

Fachada do TSE

Com o novo parceiro, já são 49 as instituições que se uniram ao TSE para combater a disseminação de notícias falsas

- Publicidade -

Nesta segunda-feira (11), a iniciativa Redes Cordiais aderiu formalmente ao Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020, lançado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em agosto do ano passado. O novo parceiro se une a outras 48 instituições – entre partidos políticos, entidades públicas e privadas, plataformas de mídias sociais e serviços de mensagens – que se comprometeram a trabalhar com o TSE para minimizar os efeitos negativos provocados pela desinformação no processo eleitoral brasileiro.

Criado em 2018, o Redes Cordiais visa a semear, por meio de workshops voltados aos influenciadores digitais, conhecimentos relacionados à comunicação não-violenta, à luta contra a disseminação de notícias falsas e à educação digital para as redes sociais. A jornalista Alana Rizzo, uma das fundadoras do projeto, explica que o influenciador tem responsabilidade perante os seguidores e, por isso, deve estar atento para não ser o condutor de boatos. Na avaliação da comunicadora, a educação midiática é importante para assegurar que, além do compartilhamento de conteúdo confiável, haja capacidade de diálogo nas mídias sociais.

- Publicidade -

Para o juiz auxiliar da Presidência do TSE, Ricardo Fioreze, coordenador do grupo gestor do Programa de Enfrentamento à Desinformação, a expectativa é de que o Redes Cordiais contribua para informar e conscientizar digital influencers sobre assuntos relacionados às eleições brasileiras. “Apesar de ainda não termos alinhado estratégias, acredito que o parceiro possa inserir, nos debates que promove, a desinformação em contextos eleitorais, de modo que esta passe a ser uma preocupação dos influenciadores digitais”, destaca.

Alana Rizzo adianta que serão acrescidos nos workshops organizados pelo Redes Cordiais cursos que ensinarão o que é permitido e o que é proibido postar em períodos eleitorais. Nessas oficinas, os participantes conhecerão mais sobre a legislação que rege o processo eleitoral brasileiro e aprenderão quais são os melhores canais para a checagem de informações. “Teremos também cursos on-line para o grande público, principalmente o mais jovem, ensinando a combater a desinformação e capacitando para o diálogo com foco no período eleitoral”, exemplifica a jornalista.

Veja mais

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

Pela Copa do Brasil Sub-20, Flamengo x Goiás será no Elcyrzão

Partida válida pela segunda fase da competição teve seu local definido. A Diretoria de Competições da CBF informou,...

Dois jogos são remarcados pelo Brasileirão Sub-20

Palmeiras x São Paulo e Corinthians x Fluminense foram modificadas para ajustar a grade de programação da TV Band...

Br Feminino A-2: Goiás mandará dois jogos no CT Edmo Pinheiro, em Goiânia

Diretoria de Competições definiu o local em que Goiás receberá o Botafogo e o Real Brasília-DF. A Diretoria...

Br de Aspirantes: Sampaio Corrêa x Paraná será na Arena Castelão

A Diretoria de Competições da CBF divulgou, nesta segunda-feira (19), uma modificação na tabela original do Campeonato...

Pela Série D, dois jogos do Villa Nova-MG foram remarcados

Confrontos foram alterados para preservar o intervalo regulamentar entre partidas. A Diretoria de Competições da CBF publicou, nesta...
- Publicidade -