24.5 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, outubro 21, 2020
- Publicidade -

Festival LivMund de sustentabilidade realiza edição digital de 3 a 9 de outubro

- Publicidade -
- Publicidade -

O LivMundi – uma das principais plataformas de vida sustentável do país – vai realizar em outubro seu festival, que inspira o público na reflexão sobre a causa socioambiental e convoca a sociedade para ações transformadoras. O evento, que acontece desde 2016 na Cidade do Rio, será 100% virtual e poderá ser acessado de qualquer lugar do Brasil, com 50 atividades gratuitas para adultos, jovens e crianças. A temática desse ano será Futuros Impensados e sugere uma reflexão sobre nossas lembranças e sensações nesse tempo porvir. As inscrições já estão abertas no site www.livmundi.com De 3 a 9 de outubro, o LivMundi 2020 apresentará práticas de saúde, autoconhecimento e bem-estar, oficinas, encontros e diálogos que promovem a cultura da sustentabilidade. A programação reúne convidados como Ailton Krenak, Bayo Akomalafe, Benki Piyãko, Carlos Nobre, Daniel Wahl, Lygia Pereira, Marcos Palmeira, Monica De Bolle e Susan Andrews, entre outros, e também inclui atrações culturais, como performances e shows, com curadoria do Observatório de Favelas. As atividades – que pela primeira vez estarão disponíveis para todos os brasileiros – serão gravadas ou transmitidas de locais icônicos do Estado do Rio de Janeiro, como Bondinho Pão de Açúcar, Paineiras, Arena Dicró, Parque Lage e Lagoa de Araruama, maior laguna de água salinizada do mundo. “O objetivo do LivMundi é trazer mais pessoas para conversas e ações sobre sustentabilidade, estimulando a troca, novos hábitos e novas conexões para uma vida mais simples, consciente e saudável”, diz Luciane Coutinho, idealizadora do movimento. Para conectar o público com o tema e sensibilizar a comunidade sobre os aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sustentabilidade, o LivMundi 2020 vai mostrar como cada atitude afeta não só as nossas vidas como o futuro das próximas gerações. A ideia é estimular a adoção de hábitos mais conscientes e a conexão com o planeta. “Temos o dever, como seres criativos e inteligentes que somos, de encarar com coragem uma nova forma de viver e consumir.  A Assembleia Geral das Nações Unidas declarou o período de 2021 a 2030 como a Década da Restauração de Ecossistemas, a mais importante da nossa existência. Devemos até lá remover da atmosfera 26 giga-toneladas de gases de efeito estufa e restaurar ecossistemas degradados a um padrão que permita nosso planeta retomar a sua condição de regeneração plena”, afirma Luciane Coutinho. Intitulado Somos Todos, Somos Um e embalado pela canção Eu Todo Mundo, de Arnaldo Antunes, o vídeo do LivMundi 2020 (http://bit.ly/livmundi2020) faz um chamado urgente para a causa socioambiental e mostra alguns dos parceiros do LivMundi e convidados desta edição, entre eles Ailton Krenak, Marcos Palmeira, Ana Santos, Gabriela Kapim e a Orquestra Maré do Amanhã. Outra novidade deste ano é o LivMundi Brota, criado para dar continuidade ao movimento. O projeto – que acontece em paralelo ao festival e se estende até junho de 2021 – tem como objetivo engajar o público mais jovem, de 14 a 30 anos. Todos serão convidados a escrever uma carta para si mesmos no futuro e a contar, em palavras e imagens, como desejam se lembrar desse período. Uma “cápsula do tempo” que conecta presente e futuro, criando memórias individuais e coletivas do que vivemos agora e da direção para onde queremos caminhar quando tudo isso passar. A partir dessas histórias, o LivMundi criará um acervo para compartilhar de forma digital e presencial quando acabar o isolamento social. PROGRAMAÇÃO FESTIVAL LIVMUNDI 2020 3 A 9 DE OUTUBRO PAINÉIS DE DIÁLOGOS Serão realizados 14 encontros com convidados brasileiros e internacionais, com o objetivo de inspirar a reflexão, o pensamento criativo e a busca por soluções para os desafios atuais e do futuro. CONVERSAS  Conversas sobre temas diversos (7 no total), como ciência e astrologia, saneamento e regeneração do planeta a partir da alimentação. TERRITORIOS RJ  Histórias e conteúdos exclusivos relacionado a três territórios de ação do LivMundi: a Lagoa de Araruama, o Parque Nacional da Tijuca e a Serra da Misericórdia. OFICINAS  Serão oferecidas 7 oficinas virtuais de compostagem, separação de resíduos, entre outros temas, para crianças, jovens e adultos. ATIVIDADES DE AUTOCONHECIMENTO E BEM-ESTAR A cultura da sustentabilidade também abrange autoconhecimento e qualidade de vida. O LivMundi promoverá 7 atividades de bem-estar com o objetivo de cuidar do indivíduo para que ele esteja pronto para se permitir refletir e promover a transformação. FEIRA  A tradicional feira do LivMundi será levada para o ambiente digital. No site do LivMundi o público poderá visitar a feira que engloba produtos alimentícios, moda&design e livros, com a curadoria da Junta Local, Vale das Palmeiras, Coletivo Z, Diferente e LivMundi. APRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS E SHOW  Com curadoria do Observatório de Favelas, haverá 7 apresentações de artistas das periferias. Além disso, o LivMundi vai apresentar um grande show, que será anunciado em breve. LIVMUNDI SABER – MARÇO A JUNHO/21 Os encontros de sensibilização do LivMundi serão realizados com crianças de seis escolas públicas da Região dos Lagos, para que compreendam o sistema geográfico, biológico, socioeconômico e cultural no qual estão inseridos e relacioná-los com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS da ONU. Ao final do projeto será realizado um evento simbólico para reunir, em junho 2021, as escolas participantes dos encontros de sensibilização. ATIVIDADES: PAINÉIS DE DIÁLOGOS 1. INCERTEZA COMO ATIVO DO PORVIR (Sábado, 03 de outubro | 10h – 11h30) Tudo é impermanente. A transformação é manifestação de vida. Aqui, um convite para deixarmos a ilusão do controle, baseado no que conhecemos até hoje, e nos jogarmos no desconhecido, um campo de infinitas possibilidades. Não se pode controlar o por vir, se pode cuidar, a cada momento, para que emerja em fluxo contínuo e potente, impermanente e imprevisível. Contar com a incerteza pode ser um ativo? Como saber viver no fluxo dinâmico dos acontecimentos? Como desenhar processos regenerativos a partir do futuro emergente? Convidados confirmados: Fábio Scarano e Daniel Wahl, com mediação de Anna Tornaghi 2. REALIDADES INVISÍVEIS (Domingo, 04 de outubro | 10h – 11h30) Desde o “Penso, logo existo! “, a sociedade elegeu a razão como senhora dos tempos na idade moderna. No entanto, uma enorme fatia da nossa realidade é não-visível e nos desafia a cultivar outros olhares. A todo momento nossas realidades são construídas de forma multi e interdimensional acessando outras camadas e potências. Que pulsos nos conduzem para além da razão? Que espaços ousamos explorar? Como habitar cotidianamente estes vazios tão cheios de vida? Convidados confirmados: Carlos Veiga e Susan Andrews com mediação de Paula Gribel 3. TEMPO, TEMPO, TEMPO (Domingo, 04 de outubro | 19h – 20h30) Construímos uma narrativa de tempo apartada do tempo da Terra. Trocamos a referência do sol e das estações por um conceito de tempo medido mecânica e repetidamente em minutos, horas, dias, absolutamente regulares. Escolhemos nos (des)orientar pelas horas e, costumamos nos deixar apressar por estímulos “urgentes”. Será́ que aceleramos e encurtamos o tempo, nos perdendo do pulso da Terra? Como é sua relação com o tempo? Como seu tempo interno se conecta com o ritmo do planeta? Convidados confirmados: Paulinho Moska, Cristine Takuá e Luiz Alberto Oliveira 4. VIDA EM REDE (Segunda, 05 de outubro | 10h – 11h30) A vida se organiza em rede. Nossos movimentos afetam o outro e o planeta. Estamos mais conscientes sobre o valor das conexões e dos vínculos de confiança que permitem a colaboração, a “cola” das relações neste futuro que se conecta, sente e confia no outro e na rede. Vidas em rede nos mostram as diferenças como complementaridade. Quais os desafios para criar negócios em rede? Como construir relações onde todos ganham? Como construir e viver em redes de colaboração? O que ouvimos de nós mesmos, dos outros e do planeta com o isolamento em rede da quarentena? Convidados confirmados: Lygia Pereira e Ana Paula Lisboa, com mediação de Isabela Souza 5. IMPACTO DA TECNOLOGIA NAS RELAÇÕES (Segunda, 05 de outubro | 19h – 20h30) Mesmo nesse tempo em que acessamos uma abundância de redes de informações, recursos e pessoas, ficamos vulneráveis e inseguros em nossas convivências – reais e virtuais. Surge então a “reputação” como moeda que media as conexões entre nossos “avatares”, nublando as fronteiras das relações, baseadas em confiança. Socialmente distantes, muito do nosso convívio se digitaliza, e queremos confiar para conviver. Mas, como afinar os radares para os estragos avassaladores e sistêmicos das fake news? Como lidar com suas estratégias cada vez mais sofisticadas? De que forma a evolução da inteligência artificial pode, de fato, estar a serviço do bem viver? Este diálogo traz dualidades, alertas e encantamentos das evoluções e aplicações de tecnologias em nossas vidas. Convidados confirmados: Laura Chiavone e Nina da Hora, com mediação de Debora Albu 6. UM AGIR SOCIOAMBIENTAL PARA ORGANIZAÇÕES (Terça, 06 de outubro | 10h – 11h30) As organizações precisam de melhores práticas ambientais, sociais e de governança, pilares para a prosperidade dos negócios e para o futuro do planeta. Incorporá-las às suas dinâmicas internas, no entanto, é um grande desafio a ser conquistado a partir de múltiplas visões de mundo para dar conta da complexidade do contexto. É possível desenvolver soluções, cultivar a transparência e cuidar de mais do que a imagem corporativa? Como não usar novos discursos para sustentar velhas práticas? Como adotar critérios e modelos mais regenerativos nas organizações? Qual é o papel da liderança nessa mudança de olhar? Convidados confirmados: Carlos Nobre e Tarcila Ursini, com mediação de Pedro Telles 7. A CRIATIVIDADE TRANSFORMANDO O MUNDO (Terça, 06 de outubro | 19h – 20h30) A arte e suas múltiplas linguagens são parte da história de todas as comunidades humanas, e foi a partir delas que muitos movimentos e culturas nasceram. Em meio a tanto caos e tantos estímulos, como sensibilizar a humanidade para os problemas do mundo? Será que é a partir da arte que a tão desejada consciência socioambiental emergirá? Como florescer uma cultura a partir de um movimento? Como engajar um ecossistema criativo de alta performance em torno de causas globais? Convidados confirmados: Batman Zavareze, Gabienna e Rodrigo Moran, com mediação de Luciane Coutinho 8. O QUE É VALOR PARA QUEM? (Quarta, 07 de outubro | 10h – 11h30) Este momento provoca olhar por outros ângulos cada detalhe do nosso cotidiano trazendo novos significados para valor. Vemos acontecer dinâmicas mais colaborativas entre pessoas e negócios, conectando quem precisa com quem oferece. Fazemos uso de “novas moedas”, como tempo, habilidades e talentos para dar conta de demandas reais, com base no que de fato faz sentido. O que temos que pode ser valor para o outro? Como a Economia pode abraçar mais cuidado, inclusão, valores sociais e ambientais, além dos econômicos? Convidados confirmados: Barbara Terra e Monica de Bolle, com mediação de Ana Lavaquial 9. APRENDER A APRENDER (Quarta, 07 de outubro | 19h – 20h30) Você já se perguntou como se constrói a Educação? Compartilhamos conhecimento, tocamos e somos tocados pela forma do outro enxergar e se colocar no mundo em cada interação o cotidiana. Quando é tempo de aprender? Em que espaços nos dispomos a acessar a sabedoria ao nosso redor? Quais saberes estão na vivência do território, do corpo, da cidade, do tempo, da relação com o mundo? Como criar condições para aprendermos juntos, de forma orgânica, afetuosa e contínua? Convidados confirmados: Edgar Gouveia e Dominic Barter, com mediação de Lorena Germano 10. INTERCONEXÕES (Quinta, 08 de outubro | 10h – 11h30) Nunca havíamos sentido com tanta clareza o quanto somos interligados e conectados uns aos outros e à Terra. Evidenciar e reconhecer essas relações nos provoca um sentimento de conexão, vínculo, presença. E passamos a perceber tempo deslocando a atenção dos pontos de conexão para os fluxos que estabelecemos entre eles. Mas o quanto estamos abertos para nos conectar com o que não conhecemos? Para acolher o desconhecido com uma “disponibilidade amorosa” e nos colocar em relação recíproca? Esta mesa não é sobre respostas, mas sobre que perguntas queremos nos fazer. Convidados confirmados: Bayo Akomolafe e Benki Piyãko, com mediação de Anna Tornaghi 11. HISTÓRIAS, ESTÓRIAS E OUTRAS NARRATIVAS (Quinta, 08 de outubro | 19h – 20h30) Nossas sociedades, em geral, se organizam a partir de narrativas e linguagens hegemônicas que definem de onde viemos e, a partir daí, para onde vamos. Na borda do que é hegemônico, há toda a diversidade de versões, histórias (e porque não Histórias?) e outras narrativas que poderiam nos (re)definir e apontar para outras compreensões sobre nosso passado e, logo, orientar novos futuros. Quantas vozes e sotaques tecem uma história? O que o ato de (re)conhecer outras narrativas sobre a História pode nos ensinar sobre o hoje? Como a língua pode ser o trampolim para acessarmos outros ângulos? Qual História queremos contar daqui a 50 anos? Convidados confirmados: Deyanira Clériga e Pamela Carvalho, com mediação de Fábio Scarano 12. COLABORAÇÃO, CONFIANÇA E CULTURA DE APOIO NAS ORGANIZAÇÕES (Sexta, 09 de outubro | 10h – 11h30) Em tempos que testemunham transições inevitáveis, é preciso que as organizações percebam o território onde estão inseridas e investiguem novas formas de diálogo. Da centralização para a rede, da competição para colaboração, jeitos de integrar ecossistemas como novos ambientes de negócio, conectados e diversificados. Como trazer à vida um real ecossistema de negócios, baseado em confiança e valor para seus atores? Como impulsionar resultados individuais e sistêmicos, em sintonia com impactos socioambientais positivos? O que é prosperidade nesses ambientes? Convidados confirmados: Luis Veiga Martins e Martha Oliveira, com mediação de Ana Lavaquial 13. PALESTRA DE ENCERRAMENTO (Sexta, 09 de outubro | 19h) Ailton Krenak, com mediação de Luciane Coutinho (2) TERRITÓRIOS RJ 1. LAGOA DE ARARUAMA VISTA DE CIMA (Sábado, 03 de outubro | 16h – 17h)  As formações naturais da Lagoa de Araruama e seu entorno são raras e únicas. Seus atributos geográficos incluem as dunas, os espelhos d’água salinos e hipersalinos, brejos, vegetação de restinga e uma ocupação que expressa desde conhecimentos tradicionais a grandes processos de urbanização. Toda essa riqueza será apresentada em uma grande tour virtual e visual sobre seu território com apresentação da geóloga Kátia Mansur e do geógrafo Marcelo Motta . Salinas e Lagoa vermelha . Dunas de Massambaba – Brejo do Espinho . Pontal do Atalaia – Arraial do Cabo . Duna Dama Branca – Cabo Frio . Forte de São Mateus – Cabo Frio . Canal de Itajuru – Cabo Frio . Restinga da Uff  (quase em Iguaba Grande) . Área urbana em Araruama 2. BIODIVERSIDADE LAGOS (Domingo, 04 de outubro | 16h – 17h) A fauna e flora na Região dos Lagos são únicas e exuberantes. Situada sob um enclave climático semiárido em pleno estado do Rio de Janeiro a biodiversidade no entorno da Lagoa de Araruama responde à intesa insolação, salinidade, ventos fortes e pouca chuva. Aves migratórias, vegetação de restinga e peixes foram foco de interesse de pesquisadores como Charles Darwin e das populações locais que aprenderam a usar seus recursos para sobreviver. Convidados confirmados: Cyl Farney, Fatima Brito e Igor Camacho Mediação: Marcelo Motta 3. PERSONAGENS RIO (Terça-feira, 05 de outubro | 16h – 17h) Conversa com figuras representativas de diferentes culturas, etnias e saberes da cidade do Rio de Janeiro para conhecermos um pouco mais das histórias e suas curiosidades. Convidados confirmados: Japa e Fábio Chapéu de Couro, Bira, Márcia Regina, José Carlos Alves, Petra de Almeida e Anderson da Silva. 4. CONEXÃO COM ÁREAS NATURAIS DO ESTADO DO RIO (Segunda-feira, 06 de outubro | 16h – 17h) Convidados confirmados: Viviane Lasmar, Marcelle Felippe e Yan Bonder 5. PERSONAGENS LAGOS  (Quarta-feira, 07 de outubro | 16h – 17h) Conversa com figuras representativas de diferentes culturas, etnias e saberes da Região dos Lagos para conhecermos um pouco mais das histórias e suas curiosidades. Convidados confirmados: Tostão, Clarêncio, Mestre Chonca, Maria Fulô, Andreia Neves, Fábio Batista 6. SOLIDARIEDADE PRESENTE: (RE)AÇÕES EM TEMPOS DE COVID (Quinta-feira, 08 de outubro | 16h – 17h) A pandemia do novo coronavírus trouxe consigo o aprofundamento de nossas desigualdades estruturantes. Favelas, periferias, bairros mais pobres de nossas cidades, além de aldeias indígenas, quilombos e comunidades rurais, buscam soluções inventadas para enfrentar a pandemia através de articulações e mobilizações comunitárias e solidárias de comunicação, proteção e atendimento. Quem são os protagonistas destas iniciativas? Quais caminhos foram escolhidos e têm sido trilhados? Quais as lições que ficam de um momento como este? Convidados confirmados: Buba , Christiane Texeira e Takumã Mediação: Lino Teixeira 7. BIODIVERSIDADE RIO  (Sexta-feira, 09 de outubro | 16h – 17h) A atuação dos grupos gestores de dois espaços de maior visibilidade da cidade, consagrados como cartões postais cariocas: o Corcovado e o Pão de Açúcar servem de exemplo de convívio com áreas de conservação. Além da beleza natural e de todos os atributos culturais relacionados a esses ícones da cidade, chamam atenção as ações ambientais desenvolvidas para a conservação, manutenção e valorização dos patrimônios da geodiversidade e biodiversidade neles contidas. Para ambas as áreas, tanto no Monumento Natural dos Morros do Pão de Açúcar e da Urca, como no Corcovado, integrado ao Parque Nacional da Tijuca, diversas são as ações de conservação e melhoria da qualidade ambiental para a visitação e relação com moradores e visitantes. Nesse sentido, desenham-se os territórios de atuação que vão além dos limites das unidades de conservação, avançando sobre as relações sociais nele e no seu entorno. Tais ações manifestam-se em projetos de reflorestamento, melhoria de acessos da população, divulgação científica de conteúdos geográficos e ações com as comunidades do entorno em busca de uma sustentabilidade legitimada pelas relações de reais usos e formas de convívio. Convidados confirmados: Fernando Sousa, Marcelo Skaf Mediação: Marcelo Motta (3) OFICINAS  1. PANS: MATOS DE COMER (Sábado, 03 de outubro | 14h30 – 15h30) Nesta oficina interativa vamos conhecer melhor os matos de comer, também chamados de PANCS (Plantas Alimentícias Não-Convencionais) e como inseri-los na nossa alimentação diária. Oficineiro: Ecochef Ana Ribeiro 2. COMO SEPARAR MEU “LIXO: ? (Domingo, 04 de outubro | 14h30 – 15h30) Percebemos que a sociedade tem muitas dúvidas de como separar os resíduos dentro de casa, o que de fato deve ir para o lixo reciclável e como é realizado o processo. Nesta oficina será indicado a melhor maneira de separação de resíduos, as suas possibilidades e como devemos descartar os materiais corretamente. Oficineiro: Renata Carijó – CARPE 3. LIMPEZA CONSCIENTE (Segunda, 05 de outubro | 14h30 – 15h30) Ensinaremos ao público a fazer os seus próprios produtos de limpeza com ingredientes naturais de forma artesanal. Oficineiro: Clarice Seixas – Beccon 4.COMPOSTAGEM (Terça, 06 de outubro | 14h30 – 15h30) A oficina se propõe a trabalhar a questão do lixo a partir da compostagem dos resíduos orgânicos e conversar sobre como é possível fazer esse processo em casa. A compostagem é uma boa solução para cuidar do lixo orgânico de forma fácil, limpa e segura, gerando ainda o composto orgânico – excelente para adubar plantas. Oficineiro: Lucas Chiabi – Ciclo Orgânico 5. MAQUETES DO MUNDO QUE QUEREMOS HABITAR A proposta da oficina é representarmos, em uma maquete, “tudo” o que precisamos para viver bem, em harmonia com a natureza do nosso planeta, utilizando sucatas e materiais reaproveitados. Princípios e conceitos da Permacultura, bio-arquitetura e design de sustentabilidade são abordados de forma criativa e divertida, na elaboração de uma maquete de um assentamento sustentável. A oficina foi criada para incentivar a construção de nossos sonhos, cocriarmos conceitos, repensarmos valores e enxergarmos nosso lixo enquanto material construtivo de um futuro que queremos habitar. Oficineiro: Pedro Lima – Tree3 (Escola Parque) 6. COSMÉTICA CRIATIVA (Quinta, 08 de outubro | 14h30 – 15h30) Trataremos a cosmética de uma forma mais criativa, e sustentável, conversando um pouco sobre autocuidado, consumo, autoestima e assuntos que tangenciam essa temática e também apresentaremos maneiras de produzir cosméticos naturais em casa e quais são os benefícios. Oficineiro: Carol Cronemberger

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

- Publicidade -