- Publicidade -  
Início Esportes Automobilismo Pilotos da Fórmula 1 se manifestam contra o racismo

Pilotos da Fórmula 1 se manifestam contra o racismo

- Publicidade -

Após as críticas de Lewis Hamilton a colegas de Fórmula 1 que ainda não tinham se posicionado em relação à morte de George Floyd, outros pilotos também utilizaram as redes sociais para manifestações contra o racismo.

Sergio Pérez (Racing Point), Charles Leclerc (Ferrari), Nicholas Latifi (Williams), Carlos Sainz (McLaren), George Russell (Williams), Daniel Ricciardo (Renault), Alexander Albon (Red Bull), Lando Norris (McLaren) e Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo Racing) também se manifestaram.

- Publicidade -

O mexicano Sergio Pérez compartilhou em seu perfil de Twitter um vídeo de um policial norte-americano apoiando as manifestações contra o racismo.

#BlacklivesMaters ❤️👏🏻 https://t.co/0kx4MMQmn1

— Sergio Pérez (@SChecoPerez) May 31, 2020

Já o monegasco Charles Leclerc, explicou o motivo de não ter tocado no assunto até então: “Para ser completamente honesto, me senti fora do meu lugar de fala e desconfortável para compartilhar meus pensamentos nas redes sociais sobre toda a situação e é por isso que não havia me expressado antes de hoje. Estava completamente errado. Ainda luto para encontrar palavras para descrever a atrocidade de alguns vídeos que vi na internet. O racismo precisa ser enfrentado com ações, não com silêncio. Por favor, participe ativamente, envolva e incentive outras pessoas a espalhar a conscientização. É nossa responsabilidade nos manifestar contra a injustiça. Não fique calado”.

#BLACKLIVESMATTER


To be completly honest, I felt out of place and uncomfortable sharing my thoughts on social media about the whole situation and this is why I haven’t express myself earlier than today.


And I was completely wrong. 1/3

— Charles Leclerc (@Charles_Leclerc) May 31, 2020

O britânico George Russell seguiu a linha de Charles Leclerc. Ele lembrou que sentia que não era o lugar para compartilhar seus pensamentos publicamente, mas que não importa o quão desconfortável possa ser falar, o silêncio não alcança nada. Ele termina afirmando que é hora de todos ficarem juntos para expulsar o racismo da sociedade para sempre.

We all have a voice to speak up for what’s right – and until now I didn’t know how to use mine in this situation. To echo @Charles_Leclerc‘s words, I just felt out of place sharing my thoughts on these atrocities publicly. [1/3] #BlackLivesMatter

— George Russell (@GeorgeRussell63) June 1, 2020

Alex Albon e Daniel Ricciardo manifestaram suas posições pelo Instagram. Albon publicou um grande texto também explicando que hesitava em escrever, uma vez que não era seu lugar de fala. Já o australiano utilizou uma imagem de rostos desenhados com diversas cores ao lado da frase: já chega.

- Publicidade -