23 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, outubro 22, 2020
- Publicidade -

Cinco dicas para receber dinheiro do exterior

- Publicidade -
- Publicidade -

Em tempos de crise econômica global, muitas pessoas ampliaram as fronteiras dos seus negócios e precisam receber pagamentos em moeda estrangeira. Outras enfrentam dificuldades e dependem do auxílio financeiro de parentes que residem fora do país.

São diversos os motivos que levam alguém a precisar receber moeda estrangeira no Brasil. E, da mesma forma, muitas dúvidas ainda rondam esse tipo de operação.

- Publicidade -

É preciso pagar imposto para receber? E ter conta em banco? Quais taxas devem ser pagas? As respostas a tantas perguntas variam de acordo com o tipo de operação escolhida para recebimento.

Mas algumas das questões mais importantes de serem consideradas na hora de buscar a opção mais vantajosa se referem a impostos, taxas, câmbio usado para a conversão, IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e prazo.

- Publicidade -

Outro detalhe que merece atenção é checar junto ao Banco Central se a instituição com a qual se pretende trabalhar está autorizada a realizar esse tipo de operação.

Uma dúvida muito comum às pessoas é justamente sobre o tipo de empresa que pode fazer remessas ao exterior. A primeira opção que vem à cabeça são sempre as agências bancárias tradicionais, mas elas não são as únicas.

As agências dos Correios disponibilizam o serviço de Vale Postal Eletrônico para alguns países. E o avanço da tecnologia trouxe as plataformas digitais, que são alternativas bastante interessantes por apresentarem serviços com taxas competitivas e prazos atrativos, como MoneyGram ou Remessa OnLine, por exemplo. 

Para fazer as melhores escolhas na hora de receber dinheiro do exterior, outras cinco dicas também podem ajudar. 

1) Conta em banco

Agências bancárias: tanto quem envia quanto quem recebe o dinheiro vindo de fora do país precisa possuir conta ativa em bancos tradicionais.

Correios: não é necessário ter conta em banco porque a transação é realizada presencialmente.

Plataformas digitais: é necessário possuir conta em banco para receber a remessa de dinheiro.

2) Documentação

Agências bancárias: a documentação exigida pelos bancos para recebimento de remessas estrangeiras vai depender de cada instituição e do tipo de recebimento a ser realizado. É importante que o beneficiário cheque essas informações junto ao banco em que mantém a conta.

Correios: documento de identificação com foto, CPF (Cadastro de Pessoa Física) ou CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e dados bancários.

Plataformas digitais: é preciso que o beneficiário informe nome completo, CPF e dados bancários para quem faz o envio, para poder resgatar o dinheiro no Brasil.

3) Taxas

Agências bancárias: normalmente, usam a cotação do dólar turismo para fazer a conversão e costumam cobrar tarifas de envio de acordo com tabelas próprias. O beneficiário também poderá ter custos para receber.

Correios: não há cobrança de taxas de recebimento para as transferências internacionais realizadas por meio do Vale Postal Eletrônico Internacional. O saque deve ser feito em agências postais conveniadas, após notificação dos Correios por meio de carta.

Plataformas digitais: normalmente, esse tipo de empresa não cobra taxa de recebimento, mas algumas podem cobrar.

4) Impostos

Independentemente do mecanismo escolhido, será cobrado o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e, dependendo da natureza do pagamento e do valor a ser recebido, poderá ser cobrado Imposto de Renda.

5) Prazos

Agências bancárias: o dinheiro estará na conta do beneficiário em até dois dias úteis, podendo se estender dependendo da quantia a ser enviada. Algumas instituições têm valores máximos. Para envio acima do estipulado é necessário ir até à agência presencialmente para assinar um documento, o que atrasa o envio.

Correios: o dinheiro estará disponível em até cinco dias úteis. A remessa ficará à disposição do destinatário até o último dia útil do mês seguinte ao da data da postagem. A única exceção é a Itália, cuja validade é de um mês no exterior. Quando a validade expira, a remessa é devolvida ao emissor.Plataformas digitais: dependendo do valor a ser enviado, da moeda e da plataforma escolhida, a quantia estará disponível na conta de destino em até dois dias úteis, podendo ser feito de forma imediata em alguns casos

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

Pelé 80 anos: TV Cultura exibe programação especial em homenagem ao rei

Nesta semana, um dos grandes ícones do futebol brasileiro completa 80 anos: Edson Arantes do Nascimento, mais conhecido como Pelé. Considerado...

Figueirense vence o CRB e deixa a zona de rebaixamento da Série B

Também nesta quarta-feira, Cuiabá e Paraná protagonizaram um eletrizante 3 a 3, enquanto o Confiança venceu o Sampaio Corrêa...

CNN transmite o último debate entre Trump e Biden

Nesta quinta-feira, dia 22, a CNN transmite, a partir das 21h, o último debate entre atual presidente Donald Trump, que concorre à...
- Publicidade -