26.4 C
Rio de Janeiro
domingo, outubro 25, 2020
- Publicidade -

Aton Fon Filho: “Che Guevara colocou a solidariedade no patamar mais alto”

- Publicidade -
- Publicidade -

“Solidariedade não é doar roupa para quem precisa, mas lutar pela extinção do sistema que exige que haja coleta de roupa todos os anos”. A frase é do advogado Aton Fon Filho, convidado desta quinta-feira do programa “Se Expresse” , organizado pela editora Expressão Popular . Com o tema “A luta anti-imperialista e a solidariedade: o exemplo de Che”, o programa lembrou os 53 anos do assassinato do líder revolucionário Che Guevara.

Fon militou na Ação Libertadora Nacional (ALN), contra uma ditadura civil-militar (1964 – 1967), e hoje integra a Consulta Popular.

- Publicidade -

O programa desta quinta é parte da programação da Semana Internacional de Luta Anti-Imperialista .

Internacionalismo

- Publicidade -

O advogado abriu o bate-papo lembrando que Che Guevara não é um ícone apenas na América Latina, mas em todo o mundo. Fon ressaltou que o rosto do guerrilheiro, estampado em camisetas há décadas, demonstração o impacto da mensagem e legado de luta revolucionária para emancipação dos povos.

“O internacionalismo de Che era solidário, revolucionário, combativo e compreensível para os militantes do mundo todo “, disse. “Ele foi acolhido porque se fez necessário para os povos, insistindo na importância de se enfrentar um inimigo comum, o imperialismo”.

Che pedia que as associações revolucionárias se unissem para ” se envolver e compartilhar do mesmo destino “. Foi o que ele próprio fez em Cuba, tornando-se um símbolo da própria Revolução de 1959, no Congo, juntando-se às molduras que lutavam contra a dominação belga, e mais tarde na Bolívia, onde foi assassinado em 1964.

” Ser solidário não é dar algo que você não carece, mas sim, arriscar-se e entregar aquilo que se tem de mais valioso: a própria vida, a própria existência. Foi o que fez Che, colocando a solidariedade no patamar mais alto “, Enalteceu a Fon. “Viver nas condições que vivem aqueles que estão combatendo, necessitando de apoio para se libertarem das opressões a que estão acontecendo”.

Confira o programa na íntegra:

Edição: Daniel Giovanaz


Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

- Publicidade -