24 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, outubro 29, 2020
- Publicidade -

Lula participa de ato em defesa da Petrobras após STF liberar venda de ativos

- Publicidade -
- Publicidade -

Neste sábado (3), os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff participam às 15 h, da manifestação virtual “Pela soberania nacional, em defesa do povo brasileiro” em uma referência ao aniversário da Petrobras, que completa 67 anos. O objetivo é apresentar alternativas à agenda de privatizações do Ministério da Economia, chefiado por Paulo Guedes.

O evento contará também com a presença de diversas personalidades, elas o teólogo Leonardo Boff, o ex-ministro das Relações Exteriores e da Defesa, Celso Amorim, e o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor Oliveira de Azevedo.

- Publicidade -

A manifestação ocorre após o Supremo Tribunal Federal (STF) negar, nesta quinta-feira (1º), o pedido do Congresso Nacional para que a criação e venda de ativos de subsidiárias da Petrobras só autorizadas com permissão legislativa.

O placar foi de 6 a 4. Votaram contra o Congresso dos ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Luiz Fux. A favor da solicitação de autorização, foram vencidos os ministros Edson Fachin (relator), Rosa Weber, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello.

- Publicidade -

Com isso, mantém-se a permissão de governo alienar o acionário de subsidiárias , como foi feito na Refinaria do Paraná (Repar) e da Refinaria Landulpho Alves (RLAM), sem a obrigação de um processo licitatório .

Em manifesto, as entidades destacam que não é possível permitir que empresas de prospecção, exploração e refino de petróleo assim como serviços públicos de todas as esferas “tenham de viver a ameaça de extinção ou de privatização total ou parcial “. Como exemplo o manifesto cita os Correios, bancos públicos, serviços portuários, empresas de eletricidade, saneamento e transporte públicos. “Essas empresas atuam em setores estratégicos para a soberania nacional”.

Entre os organizadores, estão o Comitê de Luta Contra as Privatizações, Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas, Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo, Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais e Plataforma Operária e Camponesa da Água e da Energia.

Edição: Leandro Melito


Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

- Publicidade -