20 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, outubro 30, 2020
- Publicidade -

Após 118 dias de seca, volta a chover em Brasília

- Publicidade -
- Publicidade -
- Advertisement -

Ainda pela manhã, mensagens nas redes sociais começaram a se multiplicar. Pessoas relataram pingos de chuva em diferentes regiões do Distrito Federal. As notícias logo se espalharam e foram acompanhadas de saudações e repercussões bem humoradas na internet.

“Você sabe que a galera é de Brasília quando ela começa a postar fotos dos primeiros pingos de chuva com os agradecimentos e os dizerem: Finalmente chuva, obrigada Deus!”, disse uma usuária do Twitter. “Pessoal aqui está batendo palma e gritando pra chuva. Ai Brasília”, comentou outra.

Após 118 dias de seca, volta a chover no DF. – Marcelo Camargo/Agência Brasil

Foram 118 dias de seca neste ano. Intervalo maior do que em 2019, quanto a capital ficou 113 dias sem chover. A estação é conhecida típica dos moradores não só de Brasília como de toda a região central do país.

O dia começou com o céu nublado, mas por alcance das fumaças ocasionadas pelas queimadas do Pantanal. Mas por volta do meio-dia a chuva se estendeu para as diferentes regiões administrativas do DF.

Após 118 dias de seca, volta a chover no DF. – Marcelo Camargo/Agência Brasil

Segundo o meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) Mamedes Luiz Melo, a chuva de hoje foi decorrente de um canal de umidade vindo da Região Norte e de uma frente fria vinda do Sudeste.

A previsão do Inmet é que a chuva dure até quarta-feira (23) desta semana. Contudo, depois uma nova fase de seca deve retornar e as águas devem voltar a cair do céu somente na segunda quinzena de outubro, com mais chances para os dias do fim do mês.

As chuvas amenizam as principais características da estação de seca, as altas temperaturas e a baixa umidade. Também contribuem para diminuir os focos de incêndio, mais presentes neste ano no Pantanal, mas que também já foram registrados na capital.

Depois de 118 dias de seca, chove no Distrito Federal. – Marcelo Camargo/Agência Brasil

Além disso, as águas também contribuem para dissipar a fuligem vinda das queimadas do Pantanal e que chegaram ao céu de Brasília hoje.

“A chuva não vai molhar por inteiro, mas vai reduzir os focos de queimada e começa a limpar a atmosfera”, explicou Melo.

- Publicidade -

Veja Também

Últimas Notícias

- Publicidade -

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Réveillon Rio 2021 será pago integralmente pela iniciativa privada

SRCOM foi a única empresa a apresentar proposta, com projeto que cumpre todos os requisitos exigidos pela Riotur, para a virada carioca

Alunos e professores de escolas públicas do Rio poderão ganhar ingressos para eventos

Projeto de lei prevê a doação por parte das empresas que recebem incentivos fiscais

Megaoperação no Complexo da Maré dura mais de 10 horas; mulher grávida é baleada

Moradores do Complexo de favelas da Maré amanheceram nesta terça-feira, 27, com uma megaoperação policial em suas portas. A operação começou por volta das 5h...

Rio de Janeiro inicia censo da população em situação de rua

Com o censo, a Prefeitura espera sensibilizar Justiça, Mninistério Público e Defensoria Pública para, juntos com o Município, desenvolver ações para reinserir essas pessoas no mercado de trabalho.

Shopping Jardim Guadalupe inaugura nova sede do Blindando Vidas

Projeto oferece aulas gratuitas de artes marciais para crianças e jovens em situação de vulnerabilidade desde 2017
- Publicidade -