24.9 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, outubro 21, 2020
- Publicidade -

Fábio Faria diz que TV cumpre papel fundamental para população

- Publicidade -
- Publicidade -

Há 70 anos, no dia 18 de setembro de 1950, Assis Chateaubriand – fundador da TV Tupi –, dava o sinal verde para a primeira transmissão audiovisual aberta da história do Brasil. Hoje, em 2020, a TV aberta – que passou por diversas fases, desde a transição de preto e branco para imagens em cores, do aspecto 4×3 para widescreen, do sinal analógico, em baixa qualidade, para imagens digitais em alta resolução – ainda apresenta números consideráveis de audiência, mesmo com a crescente expansão no número de usuários da internet.

“É importante que as pessoas que não têm condição de pagar por um serviço de TV privado tenham direito à TV gratuita. A TV aberta é isso: entretenimento das pessoas mais pobres, que não têm condição financeira de ter, por exemplo, uma plataforma paga de streaming, uma TV a cabo”, destacou o  ministro das Comunicações, Fábio Faria, ao comentar os 70 anos da TV no Brasil. 

- Publicidade -

Para o ministro, TV aberta e internet não significam, necessariamente, competidores de um mesmo público e, sim, parceiros em entretenimento amplo e aberto para quem não tem condições para custear planos privados de streaming e conteúdo. “A internet ajuda a TV aberta com a interatividade. E cada vez mais veremos essa sinergia, essa integração. Queremos que cada setor tenha vida longa, interaja com a população e leve novidades. O trabalho é esse, [que] cada um, dentro do seu perfil, consiga levar o melhor produto para o cliente. Para a população”, disse o ministro, em entrevista à TV Brasil.

Com relação a acessos e audiência, o ministro disse que a parcela da população brasileira que ainda não possui internet chega a 21% – cerca de 43 milhões de pessoas. Segundo o ministro, para esse público, a televisão aberta cumpre papel fundamental de informar, entreter e educar.

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

Praia da Reserva ganha Bandeira Azul, reconhecimento internacional de preservação ambiental

O Rio de Janeiro conquistou mais um reconhecimento internacional importante para a cidade: a concessão do certificado Bandeira Azul à Praia da Reserva, entre a Barra da Tijuca e o Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste.
- Publicidade -