22 C
Rio de Janeiro
domingo, outubro 25, 2020
- Publicidade -

Nova Iguaçu divulga plano de retomada gradual do comércio

- Publicidade -
- Publicidade -

Nova Iguaçu, na baixada fluminense, começa hoje (4) a implementar o plano de reabertura do comércio na cidade, após as medidas restritivas para conter o contágio de covid-19. O comércio não essencial na cidade está fechado desde o dia 22 de março e a cidade decretou estado de calamidade pública por causa da pandemia no dia 31 do mesmo mês.

Segundo a prefeitura, a reabertura começa pelo Calçadão de Nova Iguaçu, de forma experimental. Será permitida a circulação máxima de 5.328 pedestres ao mesmo tempo e o fluxo será monitorado pelo ônibus do Programa Iguaçu Mais Seguro, estacionado na Praça Rui Barbosa. A partir de segunda-feira (8) a abertura do comércio passa a valer para todos os outros bairros.

- Publicidade -

Estão autorizados a retomar as atividades os prestadores de serviços, profissionais liberais, concessionárias, escritórios de contabilidade e advocacia, imobiliárias e lojas de artigos de escritórios, papelarias, presentes, telefonia, celulares e acessórios, joias, semijoias, perfumarias, bijuterias, equipamento fotográficos, fotografias e copiadoras, lojas de departamentos, magazine e bazar.

No Calçadão de Nova Iguaçu, o funcionamento será de 7h às 17h e as 13 barreiras sanitárias instaladas no local serão mantidas. Para acessar o Calçadão, as pessoas terão que informar o destino e passar por uma triagem com aferição de temperatura, além de higienizar as mãos com álcool em gel 70% disponibilizado em totens e lavatórios.

- Publicidade -

Todos os funcionários e clientes deverão usar máscaras e não será permitida a circulação de crianças de até 12 anos. Os estabelecimentos deverão testar os funcionários, adotar regime de escala, manter o distanciamento mínimo de 2 metros, fixar cartazes com o limite de pessoas e monitorar a entrada de clientes, além de criar um horário para atendimento exclusivo para pessoas do grupo de risco.

Cada etapa da reabertura vai durar duas semanas, podendo variar de acordo com a evolução do número de casos de covid-19 na cidade e a ocupação de leitos dos hospitais. A prefeitura criou um sistema de bandeiras para informar a população sobre a situação e um painel informativo será disponibilizado no site do órgão a partir de domingo (7).

Na segunda etapa será permitido o retorno dos salões de beleza, galerias e lojas de calçados, bolsas e acessórios, eletrodomésticos, eletrônicos e autorizadas. Na terceira fase serão liberadas as lojas de vestuário, academias, shoppings e centros comerciais.

As medidas relacionadas a restaurantes, bares e lanchonetes serão reavaliadas. No momento, eles estão autorizados a funcionar com o atendimento limitado a 30% da sua capacidade, com retirada no local e serviço de entrega.

De acordo com os dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Nova Iguaçu está entre as cidades com mais registros de covid-19 no estado, sendo a terceira em número de casos, com 1.875, e também de óbitos, com 202.

Niterói

Já a cidade de Niterói, na região metropolitana, que está em fase de retomada das atividades desde o dia 21 de maio, vai fechar novamente as praias da região oceânica. Em pronunciamento pelas redes sociais na noite de ontem (3), o prefeito Rodrigo Neves afirmou que a abertura dos calçadões para a prática de atividade física individual levou pessoas a se aglomerarem na faixa de areia “como se fosse o lazer de um dia normal”.

“A partir de sexta-feira (5) vamos fazer novamente aqueles pontos de abordagem na entrada dos bairros na região oceânica, porque realmente houve um adensamento, uma aglomeração das pessoas. Nós estamos preocupados sobretudo porque está havendo um afrouxamento das medidas de restrição nas outras cidades, sobretudo no Rio de Janeiro.”

A região oceânica é muito procurada por pessoas de fora de Niterói, por ter as praias mais bonitas da cidade.

O prefeito anunciou também a prorrogação de medidas econômicas de apoio a microempresas até setembro e para microempreendedores individuais até dezembro, além do cadastro de novas categorias de trabalhadores no benefício emergencial que vai incluir pescadores e motoristas de aplicativo.

Ele lembrou que o isolamento social está mantido até o dia 30 de junho, com as restrições referentes ao nível laranja de alerta, o terceiro em uma escala de cinco níveis do Plano de Transição Gradual para o Novo Normal. Está permitido no momento o funcionamento de serviços médicos, odontológicos e de fisioterapia, óticas, lojas de colchão, construção, peças de automóveis e bicicletas e de materiais hospitalares. Restaurantes e lanchonetes apenas no sistema de retirada e entrega.

Segundo Neves, Niterói é um caso de sucesso no controle da pandemia, com uma proporção baixa de óbitos por covid-19, “devido às medidas implementadas pela prefeitura e à consciência do cidadão que entendeu a gravidade da situação e colaborou com o isolamento”.

Apesar de ter o segundo maior número de casos no estado, com 3.357 pacientes identificados, Niterói fica em quinto no número de mortos, com 122.

 

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

- Publicidade -